Por tamyres.matos

Rio - Agentes da Secretaria Municipal da Ordem Pública (Seop), com o apoio de guardas municipais, interditaram três estacionamentos clandestinos nesta quinta-feira no Centro e na Zona Portuária. Um dos estabelecimentos fechados atuava irregularmente na Rua Conselheiro Saraiva. O responsável pelo imóvel uniu os números 29, 31 e 33 através uma obra não autorizada, sem orientações técnicas e licenciamento. A Defesa Civil interditou o imóvel por falta de condições de segurança, já que o local corria risco de desabamento. A Delegacia de Defesa de Serviços Delegados constatou furto de energia nos imóveis e acionou a Light.

Outro estacionamento irregular que foi fechado funcionava na Rua da Candelária, n.º 90, onde a Cedae constatou uma ligação clandestina de água. Na Rua Senador Pompeu, nº 140, funcionava sem alvará um estabelecimento clandestino também interditado. A Seop, este ano, interditou 24 estacionamentos clandestinos em toda a cidade, 11 deles no Centro e área portuária e 13 no entorno da Cidade do Rock, durante o Rock in Rio.

"A Secretaria de Ordem Pública vai ser implacável para impedir que estacionamentos clandestinos continuem a funcionar no Rio", disse Alex Costa, secretário de Ordem Pública.

O secretário Alex Costa, acompanhado de seu advogado, compareceu nesta tarde à 4ª DP (Praça da República) para fazer uma representação contra Eduardo Fiuza, por conta das ameaças verbais recebidas na manhã desta quarta, durante a interdição de um estacionamento clandestino na Rua Sacadura Cabral, n.º 39, na Zona Portuária.

Participaram da ação agentes do Grupamento de Ações Especiais (GAE), Fiscais de Atividades Econômicas (FAE) e da Coordenação de Fiscalização de Estacionamentos e Reboques (CFER) da Seop, guardas municipais, com o apoio de policiais civis e militares.

Você pode gostar