Por cadu.bruno

Rio - A primeira detonação de rochas do túnel da Transolímpica, na Serra do Engenho Velho, na Zona Oeste, foi realizada na manhã desta sexta-feira. O evento contou com a participação do prefeito Eduardo Paes, do governador Sérgio Cabral e de Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB). O evento marca a contagem regressiva de mil dias para as Olimpíadas de 2016.

>>> GALERIA: Inauguração de obras da Transolímpica e visita a mirante

A Transolímpica possui 23 quilômetros de extensão, sendo 13 quilômetros sob concessão da ViaRio, responsável por operar e administrar a via expressa, ligando a Barra da Tijuca à Deodoro, passando por oito bairros.

"Essa ligação vai permitir que o carioca economize algo em torno de 40 minutos em seu deslocamento", disse Alexandre Pinto da Silva, secretário municipal de Obras, ao RJTV.

O trajeto contempla a construção de duas pistas com duas faixas para veículos e uma exclusiva para BRT (Bus Rapid Transit), com 18 estações e dois terminais de passageiros, além de pistas para os carros.

Paes e Cabral participam de primeira detonação na Zona OesteFabio Gonçalves / Agência O Dia

A obra está prevista no caderno de encargos para os Jogos Olímpicos de 2016 porque ela ligará a Vila dos Atletas e o Parque Olímpico do Rio, no Riocentro, ao Parque Radical do Rio (que vai sediar as provas de pentatlo moderno, esgrima, tiro e montain-bike), em Deodoro.

"As obras estão dentro do cronograma e têm os prazos que vão ser entregues. Esse legado da cidade é um exemplo para o Comitê Olímpico INternacional (COI) de como deve ser aproveitada a cidade que sedia os Jogos Olímpicos", afirmou Carlos Arthur Nuzman.

O túnel será o quinto maior da cidade e contará com subestações de controle, segurança para monitoramento 24 horas com gerador próprio e uma área para apoio técnico das equipes de socorro.

Em seguida, a comitiva seguiu para a inauguração do Mirante do Parque Olímpico Rio 2016. Do mirante, é possível observar os avanços das obras no local, como a construção do Centro de Tênis, do Centro Internacional de Transmissão (IBC), do Centro Principal de Imprensa (MPC) e dos três pavilhões esportivos que, após os Jogos, farão parte do Centro Olímpico de Treinamento.

Você pode gostar