O crack e os bebês

Entre os nenéns, 90% são filhos de usuárias, internados por determinação da Justiça

Por O Dia

Rio - As tragédias provocadas pelo crack deixam cicatrizes por toda a cidade. A Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social inaugurou nesta sexta-feira, em Ramos, a Unidade de Reinserção Social Ana Carolina, criada para abrigar crianças de até seis anos de idade.

Para lá foram transferidos 17 bebês que ficavam na antiga sede, uma casa no Abrigo Cristo Redentor, em Bonsucesso. Entre os nenéns, 90% são filhos de usuárias de crack, internados por determinação da Justiça. Muitos foram abandonados logo depois do parto.