Por tamyres.matos

Rio - As obras da segunda fase da nova Estação Praça Arariboia, em Niterói, começaram nesta segunda-feira. De acordo com a CCR Barcas, os trabalhos acontecem na antiga estação, que dará lugar a um novo salão de embarque nos moldes do espaço inaugurado recentemente, com ambiente monitorado e refrigerado. Com o segundo salão de embarque, previsto para ser inaugurado no primeiro semestre de 2014, a capacidade de abrigar passageiros será elevada para 8 mil, proporcionando mais conforto aos usuários da linha Praça XV-Praça Arariboia-Praça XV.

Nesta etapa da obra, o espaço da antiga estação está passando pelo processo de demolição interna, que deve durar, aproximadamente, 15 dias. Em seguida, começará a ser construída uma nova área de saída, para melhorar a fluidez do desembarque dos passageiros.

O novo salão de embarque, assim como a atual estação em operação, vai abrigar, confortavelmente, 4 mil passageiros, em ambiente totalmente refrigerado e monitorado por 18 câmeras conectadas ao Centro de Controle Operacional da concessionária.

Serão 24 novas roletas, mais modernas, instaladas no local, que darão maior facilidade e agilidade à entrada dos passageiros. Com os dois salões de embarque em operação, haverá um total de 48 equipamentos que funcionam com cartão magnético, têm sinalização eletrônica e ajudam o usuário a perceber o status do dispositivo através de sons e símbolos (acesso liberado, travado, travamento em instantes ou fora de funcionamento).

Desde que assumiu a concessão do transporte aquaviário, em julho de 2012, a concessionária já realizou melhorias como obras de manutenção e reforma da infraestrutura das estações, garantindo a segurança dos usuários. Foram alugados quatro catamarãs (Harpia, Falcão, Fênix e Águia) para aumentar a oferta de lugares nos horários de rush. Na Estação Charitas, Zona Sul de Niterói, foi feita instalação de ar condicionado e assentos preferenciais no túnel de embarque, e do novo flutuante, permitindo a redução do tempo de embarque e desembarque. A concessionária também investiu na reestruturação do estaleiro, que permitiu melhorias como a reforma das embarcações Itaipu (mil lugares) e Boa Viagem (2.000 lugares), que foram completamente remodeladas.

Você pode gostar