Via-crúcis aos pés do Redentor

Prefeitura começa a limitar acesso no feriado: visitantes ficam três horas presos em filas

Por O Dia

Rio - O turista que quis aproveitar o feriado desta sexta no Corcovado levará de volta uma série de reclamações, além das fotos das belas paisagens. No primeiro dia da Operação Verão, da prefeitura, para ordenar a ida de carros de passeio ao monumento, visitantes esperaram por até três horas nas filas, tanto para acessar quanto para deixar o Cristo.

Mudança começou em dia de intensa visitação ao CristoUanderson Fernandes / Agência O Dia

A desorganização fez turistas e cariocas repetirem o bordão que vem sendo usado quando se fala das dificuldades cotidianas do Rio de Janeiro: “Imagina na Copa!” O plano elaborado pela prefeitura prevê a limitação do número de veículos no acesso ao Corcovado pela Estrada das Paineiras até março de 2014. Neste período, apenas 150 carros poderão subir por vez até o estacionamento próximo ao Hotel Paineiras.

Mas, antes disso, os motoristas devem aguardar surgir uma vaga, esperando na altura do Mirante Dona Marta. Mas ontem, por exemplo, o tempo de espera ali variava de 10 a 30 minutos, pois um carro só podia subir quando outro descia. E uma vez no estacionamento, o visitante tinha que enfrentar nova fila para comprar o bilhete, o que levava mais um bom tempo. Depois disso, mais uma longa espera até embarcar em vans que levavam ao Redentor. 

A curitibana Milena Fraga queria ir ao Cristo com seus tios ontem de manhã. Primeiro, tentou pegar o trem, que estava lotado. Resolveu então pegar o carro e tentar novamente à tarde.

Mas acabou surpreendida pelo bloqueio no Mirante Dona Marta. “Mudaram tudo de repente”, reclamou, decepcionada.

Primeiro%2C visitantes enfrentaram fila dentro do carro. Depois%2C longa espera para comprar o bilheteUanderson Fernandes / Agência O Dia

Enquanto os motoristas penavam, flanelinhas agiram livremente. “Paguei R$5 para estacionar no meio da estrada, depois de ficar parado 30 minutos no mirante”, disse o paulista Roosevelt Henrique. Uma opção para tentar evitar o transtorno é pegar uma van no Largo do Machado. Os ingressos (R$ 49) estão à venda no local e na internet.

Últimas de Rio De Janeiro