Dois homens são presos no Pavão-Pavãozinho

Tiroteio nesta sexta-feira à noite assustou moradores na Zona Sul

Por O Dia

Rio - Um tiroteio nesta sexta-feira à noite assustou moradores do Pavão-Pavãozinho, em Copacabana, favela que conta com uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Foi a segunda comunidade pacificada a registrar tiroteio em dois dias.

Na última quinta-feira, houve confronto entre policiais e bandidos no Morro do São Carlos, no Catumbi. Os PMs chegaram a ficar encurralados e tiveram que ser resgatados pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope).

A assessoria de imprensa da Coordenadoria de Polícia Pacificadora (CPP) negou que no Pavão/Pavãozinho tenha havido confronto entre traficantes e policiais. Segundo a assessoria, os tiros foram disparados a esmo apenas por criminosos que estavam na localidade conhecida como Vietnã, no alto da favela.

Poucas horas antes do tiroteio, policiais da UPP da favela prenderam Antônio Olavo da Silva, 25 anos, e Hudson Matheus Martins dos Santos, 19 anos. Antônio foi encontrado numa casa na localidade Quinta Estação, na parte alta do Pavão-Pavãozinho. Com ele foram apreendidos cinco rádios, uma munição de pistola 9 milímetros e três de fuzil. De acordo com os policiais, ele era responsável pela distribuição dos aparelhos de rádio para os traficantes.

Uma hora antes, Hudson foi preso em cima de uma laje, na Travessa Nova Brasília, no Cantagalo — comunidade ao lado do Pavão/Pavãozinho —, com 114 papelotes de cocaína e um rádio transmissor.

Últimas de Rio De Janeiro