Por karilayn.areias
Rio - O ex-prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira foi denunciado à Justiça pelo Ministério Público do Estado (MPRJ), pela morte do idoso Nasarino Almindo Vieria de Brito. A denúncia foi feita após o descumprimento de uma decisão judicial expedida em maio de 2012, na qual o município deveria internar o idoso.
Nasarino, na época com 81 anos, faleceu quatro meses depois da sentença. De acordo com uma equipe de assistência social e psicológica, ele possuía deficiência visual, hipertensão arterial e “quadro neurológico sugestivo de síndrome de demência em fase inicial”. Além disso, o laudo também expõe que ele "estava acamado, não andava e precisava de auxílio para se alimentar e fazer sua higiene pessoal". O idoso morava sozinho em um imóvel com apenas um cômodo em alvenaria, sem reboco e com telhado de amianto, em condições precárias.
Publicidade
O ex-prefeito tinha o prazo de dez dias para cumprir a decisão, devido ao risco sofrido pelo idoso. Após o não cumprimento, a promotoria fixou o prazo de mais 48 horas para que a ação fosse realizada, porém, a sentença foi mais uma vez ignorada.
Por conta do processo, José Roberto Silveira pode ficar cinco anos sem exercer o cargo público. Ele também não pode se ausentar do Estado do Rio e do Brasil sem prévia autorização judicial, assim como deve comparecer em juízo uma vez por mês, a fim de justificar suas atividades. As circunstâncias da morte do idoso e o abandono de incapaz pelos familiares e pessoas próximas estão sendo apuradas pela 6ª Promotoria de Justiça de Investigação Penal.