Por thiago.antunes

Rio - A chuva que caiu desde o meio da tarde deste sábado na cidade frustou milhares de pessoas que foram à Lagoa assistir à inauguração da Árvore de Natal do Bradesco. Mas se por um lado atrapalhou o programa, por outro impediu que se repetisse o caos no trânsito, fato comum nas versões anteriores.

“A chuva fez com que muitos desistissem da festa”, festejou a moradora Maria Aparecida Ventura, de 58 anos, que aproveitou a ‘tranquilidade’ para conferir o espetáculo. A CET-Rio confirmou a sensação da moradora da Lagoa. O movimento só começou a ficar maior, com pequenas retenções, por volta das 19h. A prefeitura montou um esquema especial para impedir estacionamento irregular e foi criada uma linha de ônibus exclusiva ehtre a estação Siqueira Campos e a Lagoa.

Os que foram à Lagoa tiveram de levar guarda-chuvas para enfrentar a mudança de tempo e assistir à festaJoão Laet / Agência O Dia

Presente pela quinta vez na festa, a cantora Simone, um dos destaques do show, disse que a árvore é um presente para o Rio. “Meu aniversário é dia 25 de dezembro”, disse ela, que iria cantar quatro músicas, entre elas ‘Então é natal’, versão da música ‘Happy Xmas (War is Over)’, de John Lennon. “Acreditei em Papai Noel por muitos anos”, completou.

Já o ator Daniel Boaventura, que também canta, participará pela primeira vez do lançamento da árvore. Ele vai representar o papel de um empresário ganancioso que, ao encontrar Papai Noel, faz uma viagem ao pasado e reencontra-se com o espírito natalino. “Vai ser a primeira vez.” Boaventura se apresentará junto com o Coral Bradesco e a Orquestra de Barra Mansa.

Você pode gostar