Como evitar ‘gafes’ em festa e ganhar pontos com chefe

Especialistas dão dicas para funcionário não se exceder nas comemorações de fim de ano

Por O Dia

O ambiente festivo nas confraternizações de fim de ano das empresas exige certos cuidados com o comportamento para que a comemoração não vire uma dor de cabeça e arranhe a sua imagem pessoal e profissional. Para não cometer deslizes e ganhar pontos com o chefe nas festas corporativas, especialistas em Recursos Humanos dão dicas do que fazer para que não ocorram gafes.

Eles informam que um comportamento inadequado, uma roupa extravagante, falar mal do colega de trabalho ou exageros no consumo de bebidas alcoólicas podem ser determinantes para uma demissão, mesmo que não imediatamente. Em contraponto, um comportamento adequado, condizente com as regras da empresa, somados a uma conversa agradável com o superior, podem contar pontos a seu favor.

“Apesar dessas festas serem um momento de descontração não se pode descuidar da postura. As atitudes neste tipo de ambiente devem ser as mesmas do ambiente profissional. Apenas com um pouco mais de leveza”, ensina Paulo Sardinha, presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos no Rio de Janeiro (ABRH-RJ) que elaborou uma lista com dicas de comportamento em eventos corporativos que está disponível no site do DIA (www.odia.com.br).

Gafes mais comuns

Especialista em Gestão do Capital Humano, Roberto Recinella diz que roupas extravagantes, puxar o saco do chefe, excesso de bebida, comer exageradamente e brincadeiras de mau gosto ou de duplo sentido são algumas das gafes comuns nessas festas. “Tem gente ainda que se expor demais na pista de dança. Há aqueles também que falam mal de colegas, da empresa e, pior ainda, do chefe”, informa Recinella. O especialista aconselha a se informar sobre o tema da festa e do traje. “Opte por tons neutros. Não exagere no perfume e acessórios”, dá a dica.

A empresária Rosy Balter, dona da rede Hair's Design Coiffeur, há 16 anos promove festas para seus 50 funcionários. “O excesso de bebida alcoólica é o principal problema nas festas. Já o lado positivo é uma maior interação do grupo”, relata.

Ampliar contatos é um dos pontos positivos

Consultor de RH da Top Quality, Giovani Falcão orienta que as confraternizações corporativas podem contribuir para ampliar a rede de contatos (network). “Aproveite para conhecer pessoas de outro setor e estreitar relacionamentos com gestores imediatos”, aconselha Falcão que também faz um alerta aos que vão para as festas em busca de azaração. “Esse comportamento pode gerar um desconforto para as pessoas do grupo”, conta. A analista de sistemas Bárbara Amado, 33 anos, diz sempre optou pela discrição. “Ainda mais agora que qualquer celular tem câmara e todo mundo te expõe nas redes sociais”, observa.

Para evitar situações vexatórias e que prejudiquem o seu futuro na empresa, Paulo Sardinha, presidente da ABRH-RJ, elaborou uma lista com dicas de comportamento em eventos corporativos:

Presença

Apareça! Deixar de ir à festa de fim de ano da empresa pode parecer desdém com os demais colegas de trabalho e com a companhia. Mesmo que só possa fazer uma breve presença, vá.

Traje

Você ainda está indo para o trabalho, mesmo que o clima seja de festa. Então não coloque uma roupa que você usaria para uma boate ou domingo de sol na orla. Discrição e sobriedade são fundamentais. Caso o evento seja em um sítio ou clube em que o traje recomendado é o de banho, a dica permanece. Biquíni ou sunga pequenos destoam do ambiente. Maiôs, sunquínis e bermudas são mais adequados.

Conversas

Ao tentar se aproximar de alguém com quem não tem muito contato no dia adia, se apresente antes. Vendo reciprocidade, inicie uma conversa interessante, animada (não confunda com fazer piadas) e de conteúdo. Não fale sobre trabalho, este não é o momento para isso.

Coquetel / Buffet

Não haja como um faminto. Encher demais o prato e repetir diversas vezes é algo deselegante, pega mal e todos reparam.

Flerte

Se a empresa não proibir, vá em frente, mas com calma. Certifique-se de que o interesse é mútuo e não unilateral. Ainda assim, caso seja correspondido, deixe os momentos de intimidade para outro local.

Bebidas alcoólicas

Geralmente há bebidas alcoólicas à vontade, mas isso não quer dizer que você deva ir com muita sede ao pote. Ficar alegrinho ou bêbado pode acabar com a sua reputação no trabalho e lhe garantir, além de má fama, uma possível demissão. A dica é beber um copo de água ou suco a cada dose de álcool ingerida e se alimentar antes de começar a beber. Respeite os seus limites.

Amigo secreto

Se tiver amigo secreto, fale de qualidades pessoais e profissionais, evite características negativas. Não tente fazer piadas com palavras pejorativas e apelidos.

Chefes / Superiores

Não tente chegar com muita intimidade, o ideal é esperar o gestor dar abertura. Caso seja o chefe, haja com simpatia e naturalidade, para deixar o funcionário à vontade.

Mas, se mesmo depois dessas dicas, você se excedeu, infelizmente não há muito que ser feito. Ao retornar ao trabalho, evite tocar no assunto. Se alguém fizer comentários, tente usar o bom humor e explicar, mas sem se alongar no assunto. E o principal, tente não cometer a gafe na próxima vez.