Por cadu.bruno
Publicado 10/12/2013 12:45 | Atualizado 10/12/2013 12:57

Rio - Um homem de 33 anos foi preso na madrugada desta terça-feira por policiais do 5º BPM (Praça Harmonia) durante patrulhamento na Rua do Lavradio, na Lapa. De acordo com a PM, com ele foram apreendidos 104 sacolés de cocaína, 23 trouxinhas de maconha e 18 pedras de crack. O acusado foi encaminhado para a 5ª DP (Mem de Sá).

Ainda na Lapa, policiais do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (BPTur) prenderam, na tarde desta segunda, um morador de rua, de 30 anos, acusado de ter assaltado duas mulheres, uma delas turista mexicana.

Os PMs estavam em patrulhamento na Rua República do Paraguai e foram acionados por pedestres. O preso foi encaminhado para a Delegacia de Atendimento ao Turista (Deat).

Suspeito de matar jovem com facada na Lapa era detento

O principal suspeito de matar o comerciário e ex-aluno do Colégio Pedro II, Conrado Chaves da Paz, 19 anos, dia 1º, na Lapa, já tinha uma dívida com a Justiça. Condenado a cinco anos e quatro meses por roubo à mão armada, ele retirou, seis dias antes do crime, a tornozeleira de monitoramento e voltou às ruas. Na madrugada do assassinato, o jovem foi cercado por usuários de drogas e acabou levando uma facada no peito. Nesta segunda-feira, parentes celebraram, em Realengo, uma missa em homenagem a Conrado.

Conrado Chavez da Paz%2C 19 anos%2C foi morto a facadas na Avenida ChileReprodução Internet

O acusado, que ainda não teve a prisão decretada pela Justiça — o primeiro pedido foi negado pelo juiz de plantão, com o argumento de fragilidade das provas —, participou de um roubo a celular, no final de 2012, nas proximidades da Avenida República do Paraguai, na Lapa. O local fica a poucos metros do número 500 da Avenida Chile, onde Conrado foi esfaqueado e teve seu celular roubado.

Na ocasião, o suspeito, que seria usuário de drogas, foi acusado de apontar uma faca na direção do peito de uma vítima e ameaçá-la durante o roubo. O rapaz, que não se feriu, teve o celular, dinheiro e documentos levados. Após pedir ajuda a policiais militares, o suspeito foi encontrado e reconhecido. A faca foi achada dentro de uma mochila e ele, preso em flagrante, levado para a 5ª DP (Mem de Sá).

Julgado, o suspeito foi condenado a mais de cinco anos de prisão, mas, em meados de 2013, ganhou o direito de cumprir a pena em Prisão Albergue Domiciliar (PAD). A tornozeleira, que serve para mostrar a localização do detento, foi instalada em novembro. Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária, foi rompida em 24 de novembro, o que configurou a fuga.

Novo pedido de prisão já foi pedido ao MP

Nesta segunda-feira, em Realengo, Zona Oeste do Rio, familiares e amigos de Conrado realizaram na Paróquia São José Operário a missa de sétimo dia do comerciário. No dia do crime, o jovem comemorava seu novo emprego. A Divisão de Homicídios (DH) encaminhou, na última sexta-feira, ao Ministério Público, um novo pedido de prisão do suspeito e, agora, aguarda decisão judicial, que deverá sair nos próximos dias.

A DH também investiga a morte do comerciante Gérson Vaz, 64, assassinado na madrugada de sexta-feira, durante uma tentativa de assalto a seu bar, na esquina das ruas do Riachuelo e Lavradio, na Lapa. A delegacia está analisando imagens que possam identificar os assaltantes.

Você pode gostar