Por adriano.araujo
Publicado 11/12/2013 16:35 | Atualizado 11/12/2013 17:16
Moradores retiram entulhos após deslizamento atingir casa na comunidade da Palmeira%2C no AlemãoLeitor Célio de Alcântara

Rio - Um homem, identificado apenas como Leandro, de 30 anos, foi resgatado por moradores da localidade da Palmeira, no Complexo do Alemão, na manhã desta quarta-feira. Ele dormia quando sua casa foi atingida por um deslizamento de terra e ficou soterrado.

>>> GALERIA: Temporal alaga ruas do Rio

Moradores da comunidade utilizaram pás para escavar os escombros e conseguiram resgatá-lo com vida. PMs da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Alemão socorreram e levaram Leandro para um hospital da região. Não há informações sobre o seu estado de saúde. A casa fica a 300 metros do teleférico da Palmeira e outras residências próximas correm risco de desabar. A Defesa Civil foi acionda, mas informou que ainda não pode enviar efetivo para o local. 

Famílias desabrigadas na Fazendinha

Na comunidade da Fazendinha, também no conjunto de favelas do Alemão, pelo menos oito pessoas estão desabrigadas. As casas foram invadidas pela água e muitas correm risco de desabamento. "Estamos na rua desde as cinco da manhã e até agora ninguém veio nos ajudar", reclamou Dayane, que está desde as cinco da manhã fora de casa com o seu filho Uenderson, de seis anos.

Local onde terra deslizou e atingiu casa na Comunidade da Palmeira%2C no AlemãoLeitor Célio de Alcântara

Jaciara Silva, de 23 anos, e o marido, João Luiz da Silva, de 42, tentam desesperadamente abrir um buraco na casa localizada na Rua Esperança, próxima à Creche Maria Josefa. Jaciara diz que não sabe o que fazer, já que o medo é grande. "Tenho quatro filhos e estão todos na rua. Não conseguimos ficar dentro de casa, a terra está descendo. Fomos na associação de moradores e pediram para a gente aguardar", disse.

De acordo com Dayane, quatro casas caíram na Rua Inhaúma, na Fazendinha, entre ela a sua, e ainda há risco de outras desabarem, pois os barrancos ainda estão caindo. Jaciara e João Luiz temem ir para casa com os filhos Jaciane, 11, João Vitor, 9, Jenifer, 6, Maria Luiza, 3 anos, devido ao risco de deslizamento.

Você pode gostar