Por cadu.bruno
Publicado 12/12/2013 14:26 | Atualizado 12/12/2013 19:14

Rio - O governador Sérgio Cabral autorizou, nesta quinta-feira, a liberação do aluguel social para as vítimas da chuva na Baixada Fluminense. Cabral determinou que equipes da Secretaria de Estado de Assistência Social e Diretos Humanos visitem os municípios atingidos e identifiquem as famílias que ficaram desalojadas por conta das enchentes.

As vítimas serão cadastradas, junto às prefeituras, e receberão o aluguel social no valor de R$ 500 por família. Em Queimados, 300 famílias receberão o benefício.

>>> GALERIA: Muitos estragos na Baixada e no interior

Na quarta-feira, o governador já havia solicitado apoio ao Governo Federal e determinado reforço na assistência às cidades atingidas com máquinas, caminhões, além do fornecimento de colchonetes, água potável e cesta básica.

Nova Iguaçu foi uma das mais atingidas pelo temporalAlexandre Vieira / Agência O Dia

"É hora do apoio imediato com máquinas e caminhões. Toda a Defesa Civil e o efetivo do Corpo de Bombeiros estão mobilizados no socorro às vítimas, principalmente aquelas que estão sem condições de retornas às suas casas", afirma Cabral.

O governo colocou todas as máquinas e caminhões do Arco Metropolitano e do Programa Bairro Novo à disposição dos municípios. O Instituto Estadual do Ambiente (Inea) utiliza 8 retroescavadeiras e 30 caminhões para limpar os leitos dos rios e as vias marginais de Nova Iguaçu, Queimados, Japeri e Belford Roxo.

Para a concessão do aluguel social, a renda familiar total não pode ultrapassar o valor correspondente a cinco salários mínimos e é preciso apresentar laudo de emitido pela Defesa Civil Municipal. Inicialmente o benefício será pago por 12 meses, podendo ser prorrogado caso seja necessário, ou até que as famílias recebam novas moradias.

'Há 20 anos não chovia tanto em Nova Iguaçu'%2C disse prefeito Nelson BornierAlexandre Vieira / Agência O Dia

Para o cadastramento, as famílias precisam apresentar os seguintes documentos:

- Identidade (original e cópia);
- CPF (original e cópia);
- Comprovante de residência (do imóvel afetado);
- Laudo da Defesa Civil;
- Bolsa Família (caso seja cadastrado no programa);
- sumário social (cadastro realizado pela secretaria Municipal de Assistência Social).

Em Queimados, o cadastramento será realizado na próxima segunda-feira.

Moradores do bairro Cehab%2C na cidade de Itaperuna%2C estão ilhadosMarcos VD Ribeiro / Rádio Gospel FM / Agência O Dia


Você pode gostar