Por thiago.antunes

Rio - As Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) estão fazendo campanha de arrecadação de donativos para doar às comunidades e locais mais atingidos pelas chuvas que caíram em todo o estado. As UPPs recebem doações de alimentos, água, materiais de higiene, roupas e fraldas descartáveis.

>>>GALERIA: Bairros alagados e caos no Rio

Os postos de arrecadação são nas sedes das UPPs da Fazendinha, Adeus/Baiana, Comando de Polícia Pacificadora, que ficam no Complexo do Alemão, e Manguinhos e Fé/Sereno, no Complexo da Penha.

Moradores do Alemão não sabem para onde ir

Moradores que tiveram as casas interditadas no Complexo do Alemão, na Zona Norte, por conta das chuvas não sabem ainda para onde vão. Segundo a Defesa Civil do município, as famílias vão ficar na estação Palmeiras, do teleférico, pelo menos nesta noite, provisoriamente.

Mãe de um adolescente com problemas mentais, a dona de casa Maria de Fátima Álvares Marinho, de 60 anos, reclama que nada foi feito na comunidade desde as obras do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), há dois anos.

"Estamos esperando melhorias desde então, mas só aparecem aqui quando as casas caem. Muitas residências foram afetadas pelas obras e minha casa está interditada há quase dois anos. Agora ela vai cair".

Local onde terra deslizou e atingiu casa na Comunidade da Palmeira%2C no AlemãoLeitor Célio de Alcântara

O servente Erivânio Pereira Guimarães, 33, viu a casa dele e a do vizinho rachar nas varandas e ameaçar desabar no início da noite desta quarta-feira. "Do lado das nossas casas, desceram duas e tem pelo menos mais 50 moradias para desabar. A situação é desesperadora".

A Secretaria municipal de Assistência social cadastrou cerca de 100 famílias no Alemão até o fim da noite para providenciar abrigos e iniciar o processo de pagamento de aluguel social.

Você pode gostar