Por tiago.frederico

Rio - Cerca de 300 pessoas - nenhuma da organização e a maioria homens - se concentram no Posto 9, na Praia de Ipanema, na Zona Sul da cidade, para o ‘Toplessaço’, protesto que pretende reunir defensores da “naturalização dos corpos”, mas, até o meio-dia deste sábado, apenas oito mulheres tiveram coragem de ficar com os seios à mostra. A concentração para o evento, marcado pelo Facebook, começou às 10h, na Rua Joana Angélica.

>>> GALERIA: Mulheres fazem 'toplessaço' em Ipanema

'Toplessaço' atraiu mais curiosos que manifestantesMárcio Moraes / Agência O Dia

A primeira a tirar o sutiã foi a cineasta Ana Paula Nogueira, de 34 anos. Segundo ela, "poucas pessoas vieram por conta da agressividade da pessoas no Facebook, tanto homens quanto mulheres. Em uma das cidade mais famosas do mundo, como o Rio, não pode haver esse tipo de repressão", disse ela.

"Se queremos sediar a Copa e as Olimpíadas, temos que ser primeiro mundo em tudo. Não quero que a praia vire posto de nudismo, mas, pelo menos, o Posto 9, como queria a Leila Diniz, a primeira mulher a fazer topless em Ipanema", acrescentou.

Outra que teve coragem de colocar os seios para fora foi Olga Solon, de 73 anos, que vive no Arquipélago de Açores, em Portugal. "Sou a favor da causa, não sou curisoa. Muita gente veio para ver e não para apoiar", disse ela.

"Moro na Europa há quatro anos e isso é normal por lá. Tenho esperanças que por aqui mude também. Não me importo com o que vão achar sobre o meu corpo. Talvez minhas duas filhas, de 53 e 51 anos, que moram aqui no Brasil, fiquem chateadas comigo", comentou. Olga está curtindo as férias de fim de ano no país.

Movimento tem apoio masculino

Um grupo pequeno de homens também compareceu à Praia de Ipanema, na Zona Sul da cidade, na manhã deste sábado. Rafael Medeiros, de 29 anos, foi com amigos demonstrar apoiou ao protesto. "Acho importante que os homens apoiem este ato que não é um evento. Se fosse para ser um evento, colocaríamos a mulher como objeto sexualizado", disse ele, que declarou: "Estou aqui pelo apoio à liberdade de expressão e à liberadade do corpo, tanto para homens quanto para mulheres".

Rafael (de óculos) e amigos apoiam 'toplessaço'em IpanemaDivulgação

Ao jornal O DIA, a organizadora do evento, a atriz e produtora Ana Rios, de 23 anos - que só chegou ao local marcado para o protesto já no início desta tarde, depois que a imprensa havia deixado o local - disse: “A gente tem que ter direitos às práticas do nosso corpo. O estado não tem que se meter em nossas ações”, critica a organizadora do movimento.

A polêmica do topless saiu das areias da praia e chegou à Câmara dos Vereadores na forma do projeto de lei nº 623/2013, do vereador Elton Babú (PT).

'Toplessaço' tem poucos adeptos em IpanemaOnofre Veras / Agência O Dia

O texto autoriza a prática em todas as praias do município do Rio. A vereadora Tânia Bastos (PRB), presidente da Comissão de Defesa da Mulher, é contra. Ela diz que o topless pode ferir os direitos de quem se sente constrangido com a nudez parcial. “Já tem praias específicas para isso, não precisa legalizar em todas as outras.” O sol promete aparecer hoje e a temperatura ficará entre 21 e 30 graus.

PMs na orla para evitar arrastões

Para tentar evitar arrastões na orla, que começaram antes mesmo de o verão chegar, policiais militares patrulharão as praias nos finais de semana, a partir das 8h. Na areia, onde há maior concentração de pessoas, PMs vão usar armas não-letais, como spray de pimenta e taser (pistola que emite ondas elétricas). Outra medida é revistar ônibus que saem das zonas Norte e Oeste em direção às praias da Zona Sul. Para isso, foram criadas barreiras em vários pontos dessas regiões, formando cinturão de segurança.

A medida, no entanto, divide opiniões. “Isso ajuda a evitar assaltos. Vai inibir quem estiver com essa intenção. Essa vistoria também deve acontecer nas ruas”, defende o presidente da Associação de Moradores de Ipanema, Carlos Monjardim. “O projeto é preconceituoso”, defende o estudante de Logística e morador de Manguinhos Raphael dos Santos.

'Toplessaço' na Praia de IpanemaMárcio Moraes / Agência O Dia

Novo skate e promoção em São Gonçalo

Uma diversão que promete virar febre nesse verão é o skate conhecido como mini cruiser. Colorido e menor que os tradicionais, ele tem atraído até as meninas. “Troquei o meu antigo por ele. É mais fácil de carregar e melhor para andar no asfalto”, atestou a estudante Larissa Nobre, 18 anos. A atração em São Gonçalo no verão deste ano será o Piscinão, reaberto em outubro, que voltou com uma novidade: o preço do combo ‘salgado mais refresco’, agora, custa R$ 3, metade do preço cobrado antes. O Piscinão funciona de terça a sexta, das 7h às 18h, e aos sábados e domingos, das 8h às 18h.

Você pode gostar