Por thiago.antunes

Rio - Soldados da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do São Carlos, no Estácio, Tarso Ricardo Macedo Rabello de Mendonça, de 29 anos, e Andrey Pessoa Ross, de 31, acabaram presos sábado à tarde, acusados de roubar uma moradora logo após prenderem o filho dela, Felipe Barbosa de Oliveira, sob acusação de tráfico de drogas. No momento da prisão, houve confusão e tiros foram disparados. A Polícia Civil, em nota, disse que os militares confessaram o roubo.

Além desse crime, um dos PMs vai responder por abuso de autoridade, lesão corporal e disparo de arma de fogo. Eles já estão presos na Unidade Prisional, antigo BEP, em Benfica. Segundo a vítima contou na 17ª DP (São Cristóvão), ela foi roubada durante revista dos PMs. Felipe tem passagem por uso de entorpecente. A moradora afirmou que estava com R$ 540.

De acordo com a Polícia Militar%2C três bandidos atacaram base provisória da UPP do Lins e fugiramCarlo Wrede / Agência O Dia

O dinheiro seria para as festas de fim de ano. Na delegacia, onde registraram o caso como tráfico, os PMs apresentaram drogas e cerca de R$ 80, que supostamente teriam sido apreendidos com Felipe. O delegado Othon Alves pediu que os dois PMs mostrassem o que tinham nos bolsos. Naquele momento, eles apresentaram R$ 472. Esse valor, somado aos R$ 80, se aproxima do que fora roubado da vítima. Segundo a polícia, o dinheiro foi encontrado após eles voltarem do Instituto de Criminalística Carlos Éboli, onde a droga apreendida foi analisada.

A PM informou que a corporação vai abrir nesta segunda-feira Inquérito Policial Militar para apurar o caso. Dentro de 20 dias, os policiais responderão também a Comissão de Resolução Disciplinar e podem até ser expulsos da corporação, se for comprovada a participação deles nos crimes.

Tráfico ataca policiais

Policiais da UPP do Lins trocaram tiros, por volta das 14h deste domingo, com criminosos que atacaram a base da unidade. Ninguém ficou ferido. O policiamento foi reforçado, e buscas, feitas pela região em busca dos bandidos. Até o início da noite ninguém havia sido preso.

Um carro também foi alvejado durante o confronto no Morro do Amor%2C por volta das 14h deste domingoCarlo Wrede / Agência O Dia

Segundo a PM, três homens, ainda não identificados, atiraram contra o contêiner, no Morro do Amor, e fugiram. Pouco depois, às 17h, no Morro do Alemão, bandidos atiraram em policiais da UPP na Pedra do Sapo. Os PMs estavam na esquina das ruas Antônio Rego com Itacorá. A corporação afirma que não houve revide nem feridos. Sábado, dois PMs ficaram feridos após troca de tiros na Nova Brasília.

Você pode gostar