Por bianca.lobianco

Rio - O governador do Rio, Sérgio Cabral (PMDB), confirmou nesta sexta-feira, durante a inauguração da 45ª DP, no Complexo do Alemão, que renunciará ao seu mandato para poder concorrer ao Senado em 2014.  

Cabral anunciou que transferirá o cargo para o vice-governador, Luiz Fernando Pezão, em 31 de março - conforme havia sido antecipado pelo DIA no dia 1º de dezembro. O período é  quando vence o prazo para que renunciem aqueles que irão se candidatar nas eleições de 5 de outubro, a não ser que concorram à reeleição. Pezão anunciou no mesmo ato sua intenção de assumir o governo após a renúncia de Cabral.

Cabral participou da inauguração da delegacia Complexo do AlemãoAlexandre Vieira / Agência O Dia

"Queremos dar continuidade às atuais conquistas", afirmou o vice-governador e provável candidato ao governo do Rio.

Segundo as últimas pesquisas, Cabral é um dos três governadores com pior índice de aprovação no Brasil. Sua gestão é apoiada por apenas 20% dos eleitores no estado. Apesar do PMDB ser parte da base governista, o PT deverá lançar candidato próprio no Rio, o senador Lindbergh Farias.
Você pode gostar