Por marcello.victor

Rio - Um problema nos equipamentos da Estação do Guandu, operada pela Cedae, deixou pelo menos uma rua alagada, no bairro Prados Verdes, no Km 32, da antiga Estrada Rio-São Paulo, em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, no fim da noite desta quinta-feira. A empresa ainda não se pronunciou sobre o incidente.

Segundo a auxiliar administrativa Ana Célia Souza da Silva, de 40 anos, moradora da Rua Agapantos, por volta das 23h30, após uma rápida interrupção no fornecimento de energia elétrica o sistema do Guandu - que fica a 600 metros da região - liberou um grande volume de água. O quintal da casa dela ficou alagado. Até às 6h, ela estava impossibilitada de abrir a porta do imóvel.

"Já tinha acontecido a mesma coisa em novembro. Meu carro ficou alagado. Reuni toda a documentação e protocolei na Cedae. Me disseram que eu tinha que fazer um registro de ocorrência na polícia. Vou ter que processar o Estado", disse indignada Ana Célia.

De acordo com relatos de moradores da região, pouco tempo depois da pane no sistema a água começou a alagar casas de pelo menos três ruas do bairro. Dentro de alguns imóveis, o nível da água chegou a atingir meio metro. A casa de uma cadeirante de 70 anos foi inundada. Ela mora no imóvel com a filha e um neto de apenas quatro meses.

Até o início da manhã moradores reclamavam que nenhum representante da Cedae foi ao local para prestar esclarecimentos.

Você pode gostar