Nossos Bichos: Fogos de fim de ano, não, por favor!!!

Para cães, gatos e outros animais de estimação, a queima de fogos de artifício é um grande sofrimento

Por O Dia

Rio - As festas de Ano Novo são para a maioria das pessoas um momento de alegria. Para cães,
gatos e outros animais de estimação, a queima de fogos de artifício é um grande sofrimento. A fonofobia, que é o medo de sons muito altos, provoca palpitações, taquicardia, salivação, falta de ar e tremores nos bichinhos. Muitos ficam em pânico e tentam fugir a qualquer custo. Por isso, veterinários aconselham as famílias a tomar alguns cuidados nessa época do ano para acalmar o animal e evitar acidentes domésticos enquanto durarem os shows pirotécnicos. 

Nossos Bichos%3A Fogos de fim de ano%2C não%2C por favor!!!Getty Images


“O ideal é não mudar muito a rotina do animal. Manter a dieta, sem panetone, e deixar disponíveis água, alimentação e a caminha dele”, orienta o veterinário Ricardo Rodrigues, da farmácia Drogavet.

Donos de pets também devem ficar atentos a portas e janelas que devem ficar fechadas durante o foguetório. Dessa forma, evita-se que os animais pulem das janelas das residências e sofram fraturas na queda.

O sofrimento intenso pode provocar convulsões nos bichinhos. Não deixe que eles fiquem acorrentados durante a queima. Eles correm o risco de se enforcar na tentativa de fuga.
Nos casos graves, especialistas recomendam procurar veterinário para receitar tranquilizantes.“O mais importante é levá-los do quintal para dentro de casa em um ambiente com pouca luz e movimento, onde se sinta protegido”, sugere o veterinário
Ricardo.

CUIDADOS

Como proteger seus animais

Assustados com fogos, muitos animais costumam fugir. Por isso, coloque coleiras e plaquinhas de identificação com número do telefone residencial e celular, que podem ajudar a trazê-lo de volta para casa.

Verifique se muros, cercas e portões são suficientes para impedir fugas, mesmo que o animal esteja apavorado.

Leve seu bichinho para cômodo onde ele fique o mais protegido do barulho.

Não deixe seu animal preso em corrente. Na hora do pânico ele pode se machucar e até se enforcar com ela.

Procure fazer com que ele fique bastante cansado, para que na hora da queima de fogos, o medo dos rojões seja menor. Assim, saia para passear, correr e brincar com o seu cão várias vezes no dia das festas.