Polícia investiga chacina em Vicente de Carvalho

Vítimas seriam usuárias de drogas. Divisão de Homicídios acredita que a execução foi planejada

Por O Dia

Rio - Quatro supostos usuários de drogas foram assassinados ontem à luz do dia, na Avenida Pastor Martin Luther King Júnior, em Vicente de Carvalho. Para a Divisão de Homicídios, a execução foi planejada. De acordo com o delegado André Leiras, o alto número de disparos de pistola calibre 380 milímetros — pelo menos 15 feitos contra os crânios e tóraxes — e a rápida ação criminosa colaboram para a linha investigativa.

Uma testemunha afirmou que, por volta das 5h, um carro não identificado reduziu a velocidade, realizou disparos contra o grupo e voltou a acelerar. Imagens de câmeras de segurança e residências próximas já foram solicitadas pela DH, afim de identificar o carro usado no crime.

Moradores informaram que traficantes do Morro do Juramentinho, próximo dali, já haviam feito ameaças, no dia 25, a usuários de crack que compravam a droga na comunidade e permaneciam na região. Familiares de duas das vítimas confirmaram o envolvimento delas com drogas. Apenas a identidade de Cléber Óssola foi divulgada. Os demais não foram identificados.