Por tabata.uchoa
Rio - O Réveillon de Copacabana terá 16 minutos de queima de fogos e atrações musicais para todos os gostos. Cerca de 2,5 milhões de pessoas são esperadas na orla. Mas a festa da virada do Ano Novo vai se espalhar por toda a Região Metropolitana, de Madureira à Baixada, de Sepetiba a Niterói. A programação de shows será intensa e vai entrar pela madrugada do primeiro dia de 2014.
Publicidade
Em Copacabana, no palco principal, montado em frente ao Copacabana Palace, a festa terá shows dos cantores Nando Reis, Lulu Santos e Carlinhos Brown, além da apresentação da escola de samba Vila Isabel. No palco da Santa Clara, o destaque é Beth Carvalho.

O Réveillon na Praia do Flamengo, no palco em frente à Rua Dois de Dezembro, será animado pelo cantor Michael Sullivan e pela bateria da São Clemente. Na Zona Norte, três DJs vão agitar a virada no Parque Madureira. A festa deve atrair mais de 40 mil pessoas, superando o público do ano passado. Haverá ainda apresentações da Portela e do Império Serrano.

Maria Clara Borges e a filha Jessica vieram de São Paulo para passar o Réveillon no Rio de JaneiroJoão Laet / Agência O Dia


PISCINÃO DE RAMOS
Publicidade
No Piscinão de Ramos, a virada será no ritmo do funk e do pagode, com o Bonde das Maravilhas e o Grupo Clareou. Ali pertinho, no IAPI da Penha, haverá uma apresentação da escola de samba Imperatriz Leopoldinense, emoldurada por uma queima de fogos na Igreja da Penha. A comemoração na Ilha do Governador será na Praia da Bica e terá como atrações o grupo Pique Novo e os ritmistas da escola União da Ilha. Na Praia da Moreninha, em Paquetá, o destaque será a bateria do Império da Tijuca. Por lá, a festa começará às 19h, embalada por música eletrônica e grupos de pagode.
Com mais de um milhão de habitantes, a Zona Oeste do Rio terá a festa da virada em dois pontos distintos. Na Praia do Recôncavo, em Sepetiba, o DJ Rafinha esquentará o público a partir das 19h. Os grupos de pagode Coisa Séria e Disfarce tocarão antes da meia-noite. Depois dos fogos, subirão ao palco o Grupo Imaginasamba e a Mocidade Independente de Padre Miguel.
Publicidade
Em Pedra de Guaratiba, o Réveillon ficará a cargo do grupo Swing Simpatia, do cantor Bebeto e de ritmistas da Estação Primeira de Mangueira. A partir das 19h, no palco montado na Rua Barros de Alarcão, DJs começarão a esquentar o público para receber 2014.
Muitos fogos em Niterói e Itaguaí
Publicidade
A Prefeitura de Niterói anunciou novidades para o Réveillon deste ano. Isso porque serão utilizadas cinco balsas para os shows pirotécnicos, duas a mais do que nas edições anteriores. Elas estarão a 500 metros da orla, na Praia de Icaraí. A queima de fogos deve durar 18 minutos e poderá ser vista das praias de Charitas e São Francisco. A escola de samba Viradouro comandará a festa da virada.
Os moradores de Mesquita, na Baixada, receberão 2014 com muito samba e diversão. O cantor Péricles será o destaque principal da festa, que começará às 19h na Rua Artur de Oliveira Vecchi 120, no Centro. O evento terá ainda outras atrações como a Bateria da Mangueira, a Bateria da Chatuba de Mesquita, e os grupos Pique Novo e Bangalafumenga.
Publicidade
Em Itaguaí, a festa vai se concentrar na Praia de Coroa Grande, que contará com dois palcos, sendo um na altura da Estrada do Canal e o outro montado na praça principal. Os fogos devem pipocar durante cerca de 15 minutos. Os bairros Ilha da Madeira, Chaperó, Teixeira e Mazomba também terão atrações musicais.
Em Madureira e na Ilha, tudo em casa
Publicidade
“Antes, a única opção de Ano Novo com as pessoas na rua em uma grande festa era Copacabana. Este ano, porém, vou passar aqui no Parque Madureira, perto de casa, com a mesma animação mas sem aquela aglomeração de pessoas, que acontece na Zona Sul”, avalia a monitora de recreação Luciana Cotts, 25 anos, moradora de Caxias.
Pela segunda vez o Parque Madureira sedia sua festa de Réveillon. Quem abre os trabalhos por lá será o DJ Tannys, seguido por atrações de pagode como Bruno Maia e Marquinhos Sensação, além de uma roda de samba comandada pela cantora Dorina. O Baile Charme do Viaduto de Madureira também marca presença, e o encerramento fica por conta das baterias do Império Serrano e da Portela.
Publicidade
“Já comprei 300 caixas de cerveja, para garantir, porque o movimento aqui promete ser ainda maior”, previne-se Luiz Gallier, 61, gerente do quiosque Samba de Raiz, que fica no Parque Madureira.
Na Ilha do Governador, a virada será celebrada em palco montado na Praia da Bica, endereço certo das amigas Sarah Almeida e Isabella Fernandes. “Adoro passar aqui, porque você encontra muita gente conhecida, do bairro, os amigos... é quase que uma festa exclusiva”, celebra Isabella. “Tomara que no futuro venham para cá atrações até internacionais, como o Rolling Stones, que
amo, “sonha ela. Por lá, a música fica por conta dos grupos de pagode Balacobaco e Pique Novo.
Além de, claro, da bateria da União da Ilha do Governador.
Publicidade
Turistas e cariocas prontos para aproveitar a festa
Cariocas e turistas de todas as partes do mundo aproveitaram o dia de sol forte para curtir a praia. No calçadão de Copacabana, a disputa era por espaço para tirar fotos diante do palco principal, montado em frente ao Copacabana Palace. Enquanto os técnicos faziam os últimos ajustes na estrutura, o público não conseguia esconder a expectativa.
Publicidade
A comerciante paulista Maria Clara Borges, de 48 anos, afirma que perdeu as contas de quantas vezes comemorou a passagem de ano nas areias cariocas. “Venho todo ano. Morei no Rio quando era mais nova e me apaixonei pela festa de Copacabana”, lembrou.
Se Maria é figura fácil durante a queima de fogos mais tradicional do país, a filha Jéssica, de 14 anos, acompanha a mãe pela primeira vez e admite estar ansiosa pelos shows. “Quero ver tudo”, disse a jovem.
Publicidade
Outra estreante no Réveillon carioca é a dona de casa Simone Reis, 35 anos, que chegou ontem de Paulo Afonso, na Bahia, e foi direto conhecer a orla de Copacabana. Acompanhada de dois sobrinhos e do filho, ela está hospedada na casa de parentes e tem destino certo na noite de amanhã: “Estarei aqui, sempre achei maravilhoso o que vejo pela televisão.”
Os cariocas também estarão entre as 2,5 milhões de pessoas esperadas para receber 2014 no bairro. O universitário Yago Marinho, de 22 anos, sairá da Freguesia, para passar o ano novo com amigos em Copacabana pelo terceiro ano seguido. “O mais difícil é a hora de ir embora, mas sempre acaba valendo a pena”, ponderou o estudante.
Publicidade