Mais de 30 pessoas são detidas no primeiro dia da Operação Lapa Presente

Policiamento é realizado por 123 agentes a pé, de bicicleta e de carro. Ao todo 35 pessoas foram detidas e 26 moradores de rua acolhidos

Por O Dia

Rio - A Operação Lapa Presente começou na noite de quarta-feira com objetivo de melhorar o patrulhamento e aumentar a segurança em todo a região do Centro. Segundo o governo, o policiamento é realizado por 123 agentes a pé, de bicicleta e de carro no triângulo do Rio Antigo, formado pelas praças Tiradentes, Paris e da Cruz Vermelha.

Ao todo 35 pessoas foram detidas todas por porte de drogas. Dessas, uma portava arma branca e duas eram foragidas da Justiça. Além disso, 26 moradores de rua acolhidos e encaminhados a abrigos da Prefeitura. As ocorrências foram concentradas na 5ª DP (Mem de Sá) e 9ª DP (Catete), que foi aberta como central de flagrantes exclusiva da operação.

Em dezembro%2C três mortes afugentaram o público boêmio do bairroOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Seguidos casos de violência foram registrados na Lapa no fim do ano passado, assustando comerciantes, moradores, frequentadores e turistas. Os crimes mobilizaram a população, que fundou o movimento SOS Lapa.

Em dezembro, três mortes afugentaram o público boêmio do bairro. O estudante Conrado Chaves Paes, 18, foi morto com uma facada no dia 1º. Um dia depois, um morador de rua também morreu esfaqueado. No dia 6, o comerciante Gerson Vaz, 63, foi morto com um tiro depois que o bar dele foi assaltado na esquina da Rua Riachuelo com Lavradio.

Segundo o governo%2C policiamento será feito por 123 agentes a pé%2C de bicicleta e de carroOsvaldo Praddo / Agência O Dia

"Estamos no Rio desde o dia 30 e não tínhamos certeza se viríamos à Lapa, pois as notícias de violência chegaram a Minas. Mas hoje (ontem) tem muito policiamento, além desta operação. Toda hora vemos um guarda. Quem me abordou foi apenas um senhor pedindo comida e eu paguei", contou a cabeleireira Stefani Diniz, 24, com um grupo de 10 turistas de Belo Horizonte.

"Venho sempre aqui e vejo que a segurança aumentou de verdade. Tinha um grupo de travestis que fazia assaltos nessa região próxima aos Arcos, mas agora está melhor, mais seguro de se transitar", constatou o músico Anielo Fernandes, 38.

Pela Operação Lapa Presente, qualquer denúncia de irregularidade poderá ser feita diretamente pelos telefones: 97954-2424 e 97954-2525. O objetivo do governo é que o projeto alcance a repercussão e o sucesso da Operação Lei Seca, cujo modelo foi copiado em vários estados do país.

Nove órgãos dos governos estadual e municipal atuarão coordenados na ação: Secretaria de Estado de Governo, Polícia Militar, Guarda Municipal, secretarias municipais de Ordem Pública; de Assistência Social; de Conservação; de Transportes, além de Comlurb e Conselho Tutelar.

Últimas de Rio De Janeiro