Táxi e Linha Amarela mais caros a partir de hoje

Preço das passagens de linhas intermunicipais terá reajuste de 5,77% no dia 13 deste mês

Por O Dia

Rio - O ano de 2014 já começa com um pacote de aumentos que vai mexer no bolso dos cariocas. A partir de hoje, os táxis ficarão 11,9% mais caros, e o pedágio da Linha Amarela passará de R$ 5 para R$ 5,50. Os usuários dos ônibus intermunicipais também devem se preparar. No dia 13, as passagens terão um reajuste de 5,77%, conforme antecipou o ‘Informe do Dia’. E o Bilhete Único Intermunicipal também aumentará de R$ 4,95 para R$ 5,25. 

A partir de hoje, motoristas que passam pelo pedágio na Linha Amarela terão que pagar a tarifa de R$ 5,50, um aumento de 10%Uanderson Fernandes / Agência O Dia


Quanto às tarifas dos ônibus municipais — que circulam apenas na capital —, a expectativa também é de aumento. Apesar de o prefeito Eduardo Paes não ter batido o martelo, afirmando aguardar análise do Tribunal de Contas do Município, as concessionárias que exploram o serviço já acionaram a Justiça pedindo indenização, alegando perdas pelo fato de não ter havido reajuste desde 2012. A ação está em fase inicial e o município ainda não foi notificado.

As novas tabelas desagradaram passageiros que questionam também a qualidade dos serviços: “Acho abusivo o aumento do táxi. Na maioria das vezes eles não oferecem um serviço adequado. Vejo muitos não pararem para quem faz sinal na rua, mesmo estando vazios”, disse o comerciário Franklin Silva, 46 anos. A estudante de Ciências Sociais Maria Clara Oliveira, 20, pede mais investimentos: “Já não bastam os impostos? Os reajustes de táxi e pedágio da Linha Amarela vão trazer melhorias? Mesmo com os aumentos nada muda”.

A Secretaria Municipal de Transportes alegou que o último reajuste da tarifa do táxi havia sido feito em março de 2012. O quilômetro rodado passará a custar R$ 1,95, na bandeira 1, e R$ 2,34, na bandeira 2. Os valores, até ontem, eram de R$ 1,70 e R$ 2,04, respectivamente. A bandeirada inicial passará de R$ 4,70 para R$ 4,80.

Na Linha Amarela, a tarifa básica do pedágio (automóveis, caminhonetes e furgões de dois eixos com rodagem simples) passa de R$5 para R$ 5,50. E a de motos muda de R$ 2 para R$ 2,20. 

Aumento nas passagens já mobiliza estudantes no Rio 

A onda de protestos contra o aumento de passagens que tomou não só as ruas cariocas, como as de todo o país, parece não ter inibido alguns dos estados mais importantes. O Rio de Janeiro e Minas Gerais alteraram as tarifas de ônibus intermunicipais.

No Rio, a partir do dia 13, as passagens das linhas intermunicipais subirão 5,77%. De acordo com o Departamento de Transportes Rodoviários do Rio, o reajuste corresponde à variação do IPCA, e também serviu como base para o novo valor do bilhete único intermunicipal: de R$ 4,95 para R$ 5,25. Já em Minas Gerais, as passagens foram reajustadas em 6,06%.

Membro do Fórum Contra Aumento das Passagens, o estudante Gabryel Henrici, de 20 anos, diz que já esperava o aumento. Usuário de linha intermunicipal — ele mora em Caxias e estuda no Rio —, ele acredita que a população vai se mobilizar: “Eles esperam o início de ano para pegar a gente de surpresa. Como usuário me sinto lesado. Teremos plenária no dia 9, e a população vai se articular”, disse. 

IPVA e IPTU podem ser pagos com descontos oferecidos para cota única 

O ano mal começa e com ele novas despesas, como IPVA, IPTU e mais gastos com educação. Quem quiser aproveitar os descontos dos tributos, pode estrear a agenda de 2014 anotando os vencimentos. Um dos principais débitos que já pode ser quitado este mês é o relativo ao IPVA. A Secretaria de Estado de Fazenda do Rio definiu que prazo para o pagamento da parcela integral será a mesma do vencimento da primeira parcela. Quem resolver quitar o valor à vista terá desconto de 8%, o mesmo de 2013.

Janeiro também é o momento de reajuste do IPTU. A correção do imposto em 2014 fechou em 5,85%. O valor é baseado no Índice de Preços ao Consumidor Amplo Especial (IPCA-E). Para quem puder pagar em cota única, o desconto é de 7%.

Outra despesa dessa época é por conta do retorno às aulas. A associação de escolas particulares do Rio estima em 9% o aumento médio das mensalidades. Já os que pretendem viajar precisam estar atentos às mudanças anunciadas recentemente no Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguros. O governo elevou de 0,38% para 6,38% o IOF de cartões de débito e saques de moeda estrangeira no exterior.

Últimas de Rio De Janeiro