Por nara.boechat

Rio - A polícia afirmou, neste sábado, que o crime contra vendedora Alessandra Isack, 21 anos, foi premeditado pelo ex-namorado dela, Pierre Alexandre Inacio de Lima, 21. Ele se entregou à polícia na manhã deste sábado, acompanhado por um advogado, dois dias depois de esfaquear a jovem quando ela chegava em seu local de trabalho, na Tijuca, Zona Norte do Rio.

"Ele disse que a faca de cozinha que levava na bolsa seria para amolar, mas não é verdade. Não tenho dúvida de que foi premeditado, ele saiu com essa intenção", disse o delegado Roberto Gomes Nunes, da 19ª DP (Tijuca). O policial já havia pedido a prisão temporária de 30 dias de Pierre e deve requisitar a renovação.

Acusado de esfaquear ex-namorada se entrega à políciaJosé Pedro Monteiro / Agência O Dia

Pierre disse em depoimento que se arrepende e toma remédios controlados. Sobre o crime, o acusado contou ter sido "tomado por forte emoção", já que a moça, segundo ele, o humilhava porque não queria reatar o namoro.

Alessandra foi golpeada no pescoço e no tórax, e teve três costelas quebradas. Ela está internada e seu estado é considerado grave, já que perdeu muito sangue. Segundo a polícia, a moça foi atacada quando estava de costas para o agressor. "Ele cometeu o ato de forma vil, já que é lutador de MMA e a vítima, frágil", afirmou o delegado.

Amigas da vendedora contaram à polícia que ela recebia constantes telefonemas e ameaças de Pierre, mas dizia não ter medo. Ela terminou um noivado há três meses e começou a namorar com Pierre, mas depois terminou a relação. Ele não aceitava o término e ligava todos os dias, dizendo que ela era a mulher de sua vida e que não namoraria outro homem, dizem os relatos das testemunhas.

Você pode gostar