Por marcello.victor

Rio - A explosão de quatro bueiros - sendo três da Light - assustou moradores de prédios e pedestres que passavem pela Praça Saens Peña, na Tijuca, Zona Norte do Rio, na noite desta sexta-feira. Não houve feridos. Pelo menos um edifício e trechos da praça ficaram sem energia elétrica. Técnicos da empresa trabalham no reparo de cabos subterrâneos.

O porteiro do edifício número 61 da Praça Saens Peña, Edilberto Caldas Júnior, de 45 anos, classificou os estrondos do deslocamento dos bueiros como 'explosão de maluco' e 'estouro violento'. Segundo ele, a luz piscou por volta das 22h30 e em seguida ocorreu o primeiro estouro, em frente ao prédio de número 55.

Quatro bueiros explodem na Praça Saens Peña%2C na TijucaOsvaldo Praddo / Agência O Dia

"Parecia que um trem do metrô tinha batido em outro, que o mundo estava acabando. Os prédios balançaram e pessoas desceram correndo. Labaredas de fogo começaram a sair do bueiro e começou a exalar um forte cheiro de queimado. Em seis anos aqui nunca vi tinha visto nada igual", disse Edilberto.

Em seguida, outros três bueiros explodiram na mesma calçada: dois em frente a uma agência bancária e outro a uma banca de jornais, já próximo da esquina com a Rua General Roca. Ainda de acordo com o porteiro, clientes de uma lanchonete e pedestres que passavam pela praça correram com medo das explosões.

Segundo a síndica do edifício número 55, Helena Colucci, técnicos da empresa informaram que uma sobrecarga de energia provocou a explosão do bueiro que abastece o prédio, atingindo e danificando o quadro de energia do condomínio, deixando os imóveis por cerca de duas horas sem luz. De acordo com ela, a Light disponibilizou um gerador e o fornecimento foi provisóriamente restabelecido.

"Ouvi o estrondo, mas nunca imaginei que seria aqui no prédio. A porta do quadro de energia foi arrancada. Ainda bem que nada aconteceu com o porteiro e que nenhum morador passava próximo no momento", comemorou Helena. De acordo com ela há muitos idosos no edifício.

Em nota, a Light informou que ocorreu um defeito em um cabo subterrâneo, que o fornecimento de energia está normal na região e que apura as causas do ocorrido. Segundo a empresa, um dos bueiros não é de sua responsabilidade.

Moradores protestam contra falta de energia

Moradores de comunidades e de vários bairros do Rio sofreram com a queda no fornecimento de energia elétrica entre a noite de sexta-feira e a madrugada deste sábado. Na Zona Oeste, houve protesto no Conjunto Nova Sepetiba e populares revoltados atearam fogo em dois transformadores. Em nota, a Light informou que enviará uma equipe ao local para normalizar a situação, assim que tiver condições de segurança para atuar.

Segundo o 16º BPM (Olaria), houve manifestação pacífica na Vila Cruzeiro e no Grotão, no Complexo da Penha, na Zona Norte, devido a falta de energia. Ainda na Zona Oeste, a região central de Bangu e o bairro de Realengo também foram atingidos pela queda de luz. Segundo um policial da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) do Batan, a situação na comunidade e na Favela do Fumacê já foram normalizadas.

O telefone de emergência disponibilizado pela Ligh para casos de problemas no fornecimento de energia é o 0800 021 0196. Usuários, porém, tem reclamado de dificuldades de comunicação com o número.

Você pode gostar