'O Andaraí foi mal gerido'

João Marcelo Ramalho Alves, responsável pelos hospitais federais do Rio, diz que já conseguiu resolver problemas de desabastecimento do Hospital do Andaraí

Por O Dia

Rio - Responsável pelos hospitais federais do Rio, João Marcelo Ramalho Alves afirma que já conseguiu resolver os problemas de desabastecimento do Hospital do Andaraí. No mês passado, ele decidiu assumir também a direção da unidade, cargo que exerceu entre 2006 e 2011. Para ele, as dificuldades são fruto de má gestão.

Por que o hospital ficou desabastecido?

Houve, no mínimo, desleixo. A direção anterior vinha optando por não entrar nos pregões eletrônicos que promovíamos, chegou a entregar zerado um pedido para a compra de 860 itens. Como poderia ficar desabastecido um hospital que tinha cerca de R$ 14 milhões em caixa?

Mas o sr. não notou os prolemas?

Em outubro de 2012 eu fiz uma cirurgia e só retornei em março de 2013. Ao verificar a situação, pedi uma auditoria e mandei minha equipe verificar o que ocorria. Achei melhor assumir a direção do hospital.

Quando a situação será normalizada?

Já executei o dinheiro que havia, as roupas foram entregues, o resto do material está a caminho. Não há como consertar os elevadores, será preciso fazer novos. Vamos contratar mais 101 médicos e, até dezembro, terminaremos todas as obras.

Últimas de Rio De Janeiro

'O Andaraí foi mal gerido' O Dia - Rio De Janeiro

'O Andaraí foi mal gerido'

João Marcelo Ramalho Alves, responsável pelos hospitais federais do Rio, diz que já conseguiu resolver problemas de desabastecimento do Hospital do Andaraí

Por O Dia

Rio - Responsável pelos hospitais federais do Rio, João Marcelo Ramalho Alves afirma que já conseguiu resolver os problemas de desabastecimento do Hospital do Andaraí. No mês passado, ele decidiu assumir também a direção da unidade, cargo que exerceu entre 2006 e 2011. Para ele, as dificuldades são fruto de má gestão.

Por que o hospital ficou desabastecido?

Houve, no mínimo, desleixo. A direção anterior vinha optando por não entrar nos pregões eletrônicos que promovíamos, chegou a entregar zerado um pedido para a compra de 860 itens. Como poderia ficar desabastecido um hospital que tinha cerca de R$ 14 milhões em caixa?

Mas o sr. não notou os prolemas?

Em outubro de 2012 eu fiz uma cirurgia e só retornei em março de 2013. Ao verificar a situação, pedi uma auditoria e mandei minha equipe verificar o que ocorria. Achei melhor assumir a direção do hospital.

Quando a situação será normalizada?

Já executei o dinheiro que havia, as roupas foram entregues, o resto do material está a caminho. Não há como consertar os elevadores, será preciso fazer novos. Vamos contratar mais 101 médicos e, até dezembro, terminaremos todas as obras.

Últimas de Rio De Janeiro