Taxista é preso em Jacarepaguá acusado de pedofilia

PMs da UPP da Cidade de Deus flagraram homem com meninas de 13 e 15 anos e jovem também de 15

Por O Dia

Rio - Um taxista de 35 anos foi preso por policiais da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) da Cidade de Deus, sob a acusação de pedofilia, na madrugada desta terça-feira. Ele estava com três menores - duas meninas e um menino - dentro do veículo. Segundo eles, eles tiveram as partes íntimas tocadas pelo homem.

De acordo com o soldado Ramalho, da UPP, os policiais faziam um patrulhamento em um trecho ermo da Rua Quintanilha, na Freguesia. O local dá acesso a localidade conhecida como Apartamentos, na Cidade de Deus, e é usado para abandonar veículos roubados e como rota de fuga de criminosos que praticam crimes na região.

Os policiais da UPP avistaram um táxi no local e perceberam uma movimentação. Quando os PMs se aproximaram o taxista manobrou o veículo e tentou fugir, mas foi abordado. No veículo estavam duas adolescentes de 13 e 15 anos e outro menor de 15. O motorista não soube explicar aos policiais para onde estava levando os jovens e se eles tinham dinheiro para pagar a corrida de táxi.

Os menores contaram separadamente aos policiais que o taxista os havia oferecido carona. Moradores da Rocinha 2, na localidade conhecida como Caratê, na Cidade de Deus, eles aceitaram. No entanto, ainda segundo as vítimas, como condição ele disse que os jovens teriam que fazer 'uns negócios'. No fim da rua os menores contaram que o taxista alisou as partes íntimas das meninas, mostrou no pênis e sugeriu que elas fizessem sexo oral com ele. O suspeito recebeu voz de prisão.

Todos foram encaminhados para a 32ª DP (Taquara). O Conselho Tutelar e os responsáveis pelos menores são aguardados. Eles ainda serão submetidos a exame de corpo de delito.

Últimas de Rio De Janeiro