Por adriano.araujo

Rio - O corpo de Francinaldo Ribeiro de Souza, de 34 anos, morto com pelo menos seis tiros na manhã de terça-feira enquanto dirigia o ônibus da linha 474 (Jardim de Alah-Jacaré) em São Cristóvão, na Zona Norte, será enterrado na tarde desta quarta-feira no Cemitério Jardim da Saudade, em Sulacap, Zona Oeste.

A motivação do crime ainda é desconhecida e a DH solicitou imagens do circuito interno do coletivo para tentar identificar o assassino. Boatos dão conta que o motorista teria discutido com um passageiro no mesmo ponto no último sábado.

Motorista de ônibus foi morto a tirosSeverino Silva / Agência O Dia

Segundo o trocador do ônibus, Marinaldo Cassiano da Silva, no momento dos tiros ele olhava para o lado de fora quando um homem, de boné branco, subiu o primeiro degrau, atirou contra o motorista e fugiu. Eles faziam a primeira viagem do dia.

Vítima trabalhava há 10 anos na empresa

De acordo com o inspetor da linha 474, Avelino da Silva Almeida, Francinaldo era um cara tranquilo, gente boa e não havia reclamações sobre a sua conduta no trabalho. O motorista trabalhava há 10 anos na empresa e há cinco fazia o mesmo horário.

Ele era casado e tinha três filhos menores, de acordo com uma comadre de Francinaldo.

Você pode gostar