Por marcello.victor

Rio - Um homem foi preso em flagrante por policiais do 12º BPM (Niterói) com um carro roubado, após tentar fugir a pé de uma blitz da operação Lei Seca, em Niterói, Região Metropolitana do Rio, na noite desta terça-feira. Márcio Barbosa da Silva Soares, de 41 anos, é suspeito de ter participado do roubo do carro horas antes em Guadalupe, na Zona Norte do Rio, mas não foi reconhecido pelas vítimas. Uma pistola foi encontrada no interior do veículo.

Márcio Barbosa da Silva Soares%2C de 41 anos%2C foi preso pela PM em NiteróiOsvaldo Praddo / Agência O Dia

De acordo com o sargento Motta, a guarnição do 12º BPM dava apoio a Lei Seca que era realizada na Estrada Leopoldo Fróes, uma das vias de acesso ao Morro do Cavalão, no bairro São Francisco. Após ser parado na operação, ele percebeu que o motorista do Cross Fox vermelho, placa KPN-5325, fugia a pé do local. O PM pegou carona com um motociclista que passava e conseguiu alcançar o fugitivo e detê-lo a cerca de 300 metros.

No veículo, os policiais encontraram uma pistola 9mm com a numeração raspada e seis munições intactas. Eles descobriram que o carro tinha sido roubado por volta das 20h30, em Guadalupe. Aos PMs Márcio disse que não participara de nenhum roubo e que tinha pego o veículo emprestado com um amigo.

No veículo%2C PMs encontraram pistola 9mm com a numeração raspada e seis muniçõesOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Na 77ª DP (Icaraí), foi constatado que Marcio tinha nove passagens pela polícia, como roubo, furto e agressão a mulher. O acusado não foi reconhecido pela família que teve o carro roubado. A polícia, porém, acredita na possível participação dele na ação. Ele foi autuado por receptação e porte ilegal de arma restrita.

Família é vítima de segundo roubo em um mês

A vendedora de 24 anos, dona do carro roubado, que preferiu não se identificar, contou que estava no banco de trás, o pai dirigia e a mãe estava no carona. O carro da família foi fechado por um Honda City na Rua Clodoaldo de Freitas, próximo de casa. Um homem armado desceu do veículo e ordenou que todos saíssem. Ela ainda pediu para levar sua mochila com o material didático de um curso, o que foi negado pelo criminoso. Foi a segunda vez que a família foi roubada em Guadalupe.

"Na primeira vez eu estava dirigindo e voltava com minha mãe do açougue. Vários homens em uma Kombi levaram o carro, recuperado depois graças ao rastreador. Isso há menos de um mês. O bairro está muito perigoso, violento. Minha mãe já está querendo se mudar", revelou a vendedora na delegacia, se referindo a Guadalupe, onde a família mora..

Na madrugada de Natal, uma intensa troca de tiros entre traficantes rivais assustou os moradores de Guadalupe. Segundo a polícia, bandidos do Morro da Palmeirinha, no vizinho bairro de Honório Gurgel tentaram assumir o controle do tráfico de drogas no Muquiço. De manhã a PM fez uma operação na favela. Eles foram tentar localizar possíveis invasores e verificar a informação de que havia pelo menos cinco corpos na comunidade. Nada foi encontrado.

Você pode gostar