Procon e Bombeiros interditam sete casas de festas infantis no Rio

Dos 21 estabelecimentos fiscalizados, apenas dois não apresentaram irregularidades

Por O Dia

Rio - Fiscais do Procon junto com o Corpo de Bombeiros interditaram sete casas de festas durante operação para verificar as condições de segurança dos estabelecimentos infantis. Das 21 casas, apenas duas não apresentaram irregularidades. Todos os outros locais foram autuados e serão multados. 

O estabelecimento infantil Núbia Festas Sonho Meu, em Laranjeiras, na Zona Sul, foi parcialmente interditado. Uma casa que tinha sido interditada pelo Corpo de Bombeiros antes desta operação - Casa de Festas Vila Régia - permanece sem poder realizar eventos.

Entre os estabelecimentos interditados, quatro foram pela falta de sinalização de saída de emergência. São eles: Kidsland, em Laranjeiras; Camélias, de Vila Valqueire, na Zona Norte; e Casa Dourada e Green Way, em Campo Grande, na Zona Oeste.

A casa de festas Dabriu Eventos e a Brincando na Vila, ambas de Vila Isabel foram fechadas por apresentarem risco iminente à segurança dos frequentadores pela ausência de barras antipânico nas portas de saída. Já a Arca dos Sonhos foi interditada por não ter documentação e apenas um portão de saída.

“É o cúmulo do absurdo abrir empresas voltadas para a diversão de crianças e não cuidarem da segurança dos frequentadores. Vamos encontrar meios de punir como se deve esses responsáveis”, declarou a secretária de Proteção e Defesa do Consumidor, Cidinha Campos.

As duas casas que não apresentaram irregularidades foram: Espaços dos Sonhos, de Vila Valqueire, e Terra do Nunca, em Vila Isabel. 

Últimas de Rio De Janeiro