Rio das Ostras tem maior reforço policial da história neste verão

Contingente extra reúne 130 PMs, com o apoio dos 70 alunos em estágio operacional

Por O Dia

Rio - Além do efetivo regular da Polícia Militar em Rio das Ostras, a cidade ainda conta com um grupo extra de 130 policiais nesta alta temporada, maior contingente já direcionado para o município em todos os tempos. Isso porque, desde 30 de dezembro, 70 alunos da 7ª Companhia de Práticas Pedagógicas da PM começaram a fase de estágio operacional, passando a atuar no patrulhamento das ruas pelos próximos seis meses.

Rio das Ostras, porém, já contava com reforço de 60 policiais vindos de batalhões do interior, a fim de incrementar a segurança até o fim do Carnaval. A atuação deles foi primordial para a segurança do público no Réveillon, que transcorreu sem graves incidentes. No fim do ano, pela primeira vez, o município serviu de base ao 6º Comando de Policiamento de Área (CPA) da Polícia Militar, responsável por todos os batalhões das regiões Norte e Noroeste do Estado.

Policiamento está reforçado na alta temporada%2C quando o município chega a receber 250 mil visitantes%3A moradores festejam ação da prefeituraDivulgação

O Comandante do 6º CPA, Cel. Salles, enfatizou a importância da cidade dentro do planejamento da PM na região e elogiou a ajuda da prefeitura: “A Polícia Militar vê como prioridade melhorar a segurança pública em Rio das Ostras e, a prova disso, foi o reforço de mais de 130 homens nesse período. O empenho da prefeitura em apoiar a PM no patrulhamento ostensivo tem nos ajudado a reduzir os índices de violência".

Dos 100 policiais em formação na Companhia Pedagógica, 70 vão reforçar a segurança nas ruas de Rio das Ostras e os outros 30, em Casimiro de Abreu.

A prefeitura vai solicitar à Secretaria de Estado de Segurança Pública que os policiais formados pela Companhia de Práticas Pedagógicas permaneçam na cidade e região. E pedir também a presença de novas turmas para dar continuidade ao patrulhamento. É o que esperam os moradores.

Claudia Cristina Samuel, que reside há dois anos em Rio das Ostras, acredita que o aumento do número de policiais na cidade já começa a refletir na segurança da população. “Hoje não ouço falar tanto em assalto como antes", disse a moradora, que alega se sentir mais segura agora.

Últimas de Rio De Janeiro