Por thiago.antunes

Rio - E se de repente você virasse um milionário? Essa é a pergunta que não sai da cabeça de muitos moradores de Jacarepaguá. O prêmio de R$ 3.219.906,28, da Mega-Sena, saiu no último sábado para um sortudo que apostou na Giba Loterias, localizada dentro de um supermercado.

Há 15 anos, a cozinheira Viviana Cavalcante Fiedler, de 38 anos, arrisca a sorte às segundas, quartas e sextas-feiras. A moradora de Freguesia já ganhou três vezes na quina e ficou ainda mais animada ao saber que o ganhador, que não teve sua identidade revelada, vai na mesma casa lotérica que ela frequenta. “Fiz cinco jogos nesse final de semana. Vou continuar arriscando ainda mais agora que o prêmio saiu daqui. Se eu ganhasse, iria comprar uma casa em Araruama,onde minha família mora, e iria viajar”, conta.

Viviana Cavalcante ficou ainda mais animada ao saber que o ganhador joga na mesma lotérica que elaFernando Souza / Agência O Dia

Vendedor em uma farmácia próxima à lotérica pé-quente, Ires Camilo de barros, de 58 anos, também fez sua ‘fezinha’ no final de semana. Certa vez, ele quase aumentou sua conta bancária também na quantia de R$ 3 milhões. “Jogo duas vezes por semana. Já ganhei na Quadra uns R$ 200. Na Lotofácil, acertei 14 dezenas. Ganhei R$ 2 mil. Comprei eletrodomésticos, coisas para casa”, diz.

A aposentada Deolinda Lemos, de 73 anos, fez dois jogos: “Podia ter sido eu! Meu número da sorte é o 13. Nasci dia 13 de março, fiquei noiva e me casei na mesma data. Sempre jogo no 13, mas dessa vez não tive sorte. Meu número não saiu”.

Para o frentista Carlos Alberto Alves de Farias, de 56 anos, ganhar na Mega-Sena seria ver sua vida totalmente transformada. “Trabalho há 28 anos no posto. Se ganhasse, iria rever meus parentes em Brasília, que não vejo há 20 anos, e abrir um negócio. Quem sabe um dia Deus também olha pra mim”, afirma.

Reportagem de Luciana Alves

Você pode gostar