Por bianca.lobianco
Rio - Um dos campeões de voto em 2010, Romário está ameaçado de não poder se candidatar em 2014. Segundo a Justiça Eleitoral, ele não está ligado a qualquer partido. Em agosto de 2013, o deputado federal saiu do PSB, no dia 26 de setembro, anunciou que voltara para o partido e seria seu presidente regional.
Mas declaração emitida pelo Tribunal Superior Eleitoral no último dia 8 é clara: diz que ele “não está filiado a partido político”. Na véspera, o TSE liberara as últimas listas de filiados, enviadas pelos partidos em dezembro.
Publicidade
Recurso à Justiça
Ontem, o TRE confirmou que Romário não consta como filiado ao PSB. Para ser candidato, ele teria que ter feito a filiação até 5 de outubro de 2013. Agora, terá que provar à Justiça Eleitoral que a inscrição foi feita, mas não enviada pelo PSB.
Dever de casa
Como presidente do diretório regional do PSB, o próprio Romário poderia ter determinado o envio de sua filiação.
Publicidade
Vice desconhecia
Vice-presidente nacional do PSB, Roberto Amaral disse, ontem à noite, que desconhecia o problema. Para ele, tudo estava normal. Afirmou que iria apurar o ocorrido. O Informe não conseguiu falar com Romário ou com sua assessoria.
Bola nas costas
A fase não está boa para o ex-craque. Ontem, seus advogados só chegaram à Justiça Eleitoral depois de encerrada audiência do processo em que ele pede o afastamento de Alexandre Cardoso da Prefeitura de Duque de Caxias. Isto porque o prefeito deixou o PSB.
Publicidade
Marina filiada
A ex-senadora Marina Silva anunciou sua ida para o PSB no último dia do prazo. Mas sua filiação está registrada no TSE.
Publicidade