Por cadu.bruno
Rio - Recém-nomeado para o cargo de cardeal, o arcebispo do Rio, Dom Orani João Tempesta, levou a imagem peregrina de São Sebastião ao Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into) e à sede da Secretaria de Segurança, no Centro, na manhã desta terça-feira. Dom Orani comandou uma pequena celebração e visitou alguns pacientes da unidade.
"A visita ao hospital é sempre importante na vida de qualquer padre. A gente como arcebispo não pode fazer tantas visitas, pois nem sempre o tempo nos permite, mas sempre que possível a gente quer essa presença da igreja junto àqueles que sofrem. Pedimos a São Sebastião para que aqueles que são capacitados tenham amor ao outro. Pedimos isso nesta festa de São Sebastião, para que todo o Rio de Janeiro brilhe nessa caridade ao próximo", disse.
Dom Orani e Eduardo Paes na sede da Prefeitura do RioSeverino Silva / Agência O Dia

Após deixar o Into, a imagem foi levada à sede da Secretaria de Segurança. O secretário José Mariano Beltrame colocou a imagem de São Sebastião no carro do Corpo de Bombeiros e parabenizou o arcebispo.

Publicidade
"Sempre recebemos a imagem, mas desta vez foi muito especial, pois foi trazida não só pelo Dom Orani, mas pelo nosso cardeal. Tive a oportunidade de transmitir os parabéns a ele pessoalmente e acho que todos nós cariocas estamos nos sentindo cardeais também, me permita Deus dizer isso", contou Beltrame, que fez um pedido especial a Dom Orani. "Paz e caridade entre todos".
Arcebispo critica atos durante a JMJ
Publicidade
Da Secretaria de Segurança Pública, o arcebispo seguiu para a Prefeitura do Rio, na Cidade Nova, onde, ao lado do prefeito Eduardo Paes, chegou a proferir um discurso criticando alguns atos que foram feitos contra a JMJ, em julho. "Houve algumas situações de ataque, como pessoas tentando invadir igreja e fazendo gestos obscenos, mas o bem maior venceu e isso foi visto em todo mundo. Foi um evento bonito, e soubemos que foi o período em que houve menos registros de crimes", declarou.
Dom Orani lembrou do aniversário da cidade, celebrado no dia 1º de março, e pediu um "presente" aos cariocas: "Quero pedir um presente para essa cidade. Que haja muito amor ao próximo. Assim, a cidade vai ficar ainda mais bonita do que ela já é".
Publicidade
Paes completou: "Abençoada a cidade já é. Mas o Rio é desafiante. São muitos desafios para enfrentar", disse o prefeito, afirmando que recebe sugestões até do arcebispo: "O próprio Dom Orani faz reclamações quando observa algo de errado, circula pela cidade toda. Me dá umas broncas de vez em quando, uns puxões de orelha, quando vê alguma coisa na cidade", concluiu.