Por cadu.bruno
Rio - A entrega das chaves de apartamentos a 1.200 famílias pobres em Barros Filho virou caso de polícia. No fim de semana, pessoas que haviam se cadastrado em 1999 na Secretaria Estadual de Habitação receberam telefonemas do número 3030 2222 convocando sua presença, na manhã de ontem, no local da cerimônia, onde haveria um sorteio das unidades.
Era tudo mentira. O governo do estado decidiu dar queixa para descobrir quem mandou fazer as ligações. Acha que o responsável tinha o objetivo de provocar tumulto.
Publicidade