Dom Orani visita quadra do Cacique de Ramos

Arcebispo benze imagem de São Sebastião e abençoa sambistas

Por O Dia

Rio - O arcebispo do Rio, Dom Orani Tempesta, recentemente nomeado cardeal, esteve na quadra do bloco Cacique de Ramos, na Zona Norte, na tarde deste domingo, para benzer uma imagem de São Sebastião, que foi doada por ele ao bloco. O ato ocorreu durante a visita que fez parte da Trezena em homenagem ao dia do padroeiro da cidade, comemorado nesta segunda-feira. De quebra, Dom Orani teve um dia super carioca, com direito a samba e feijoada.

A cerimônia, que começou às 13h, reuniu cerca de 300 pessoas, além da chefe da Polícia Civil, Martha Rocha, e do presidente do Cacique, Bira. Durante a celebração, Dom Orani ressaltou a importância do relacionamento da Igreja com o universo do samba.

“Cada povo tem seu ritmo, cultura, jeito de fazer seu canto. No Rio, o samba faz parte do jeito de ser do carioca. O Cacique também tem essa tradição de cultuar São Sebastião e, por isso, passamos por aqui durante a Trezena, para fazer esse diálogo com a cidade. Também já passei por escolas, hospitais, asilos, delegacias e quartéis de bombeiros. Tomara que essa imagem de São Sebastião possa inspirar os artistas. É a primeira imagem abençoada por um Cardeal no Rio”, disse Dom Orani.

Dom Orani visitou o Cacique de Ramos e foi recebido por Bira PresidenteUanderson Fernandes / Agência O Dia

“Ele é uma pessoa magnífica. Temos orgulho e muita felicidade de ter esse grande mensageiro de Deus aqui na nossa quadra. Ele é um digno representante, não discrimina as outras religiões. É muito gratificante ver um bloco de Carnaval ter essa importância”, disse Bira Presidente.

Após a celebração, que marcou também os 53 anos do bloco de Carnaval, comemorados hoje, Dom Orani não fez cerimônia ao saborear a feijoada servida na quadra do Cacique, ao som do grupo Voz Ativa. “Gostei muito, só não abusei muito das gorduras”, brincou. 

Ele falou também sobre a expectativa de representar o Brasil no Vaticano. “É uma responsabilidade. Peço para que todas as pessoas que ficaram felizes com a minha nomeação que rezem por mim. É o Papa quem coloca os assuntos que deseja conversar e perguntar para os cardeais”, explicou. Nesta segunda, Dom Orani celebra uma missa, às 10h, na Paróquia de São Sebastião dos Frades Capuchinhos e depois participa da procissão, que segue até a Catedral Metropolitana.

Últimas de Rio De Janeiro