O perfil do 171

Pesquisa feita em vários países, inclusive no Brasil, pela KPMG — rede de empresas de auditoria — revela o perfil do sujeito que comete fraudes contra seu empregador

Por O Dia

Rio - Pesquisa feita em vários países, inclusive no Brasil, pela KPMG — rede de empresas de auditoria — revela o perfil do sujeito que comete fraudes contra seu empregador.

O 171 corporativo tem entre 36 e 55 anos; quatro em cada dez estão há mais de seis anos na empresa. Entre eles, 29% ocupam cargos executivos; 25%, funções de gerência. A fraude mais comum — 56% dos casos — é a apropriação indébita. O crime se manifesta principalmente pelo desvio de recursos e por fraudes em compras.

Olhos da cara

A Prefeitura de Nova Iguaçu contratou, sem licitação, o Centro de Tratamento Ambulatorial, Central. Para prestar serviços de oftalmologia, vai receber R$ 4,384 milhões.

Às escuras

Portais de transparência de prefeituras da Baixada estão um tanto quanto opacos. Os de Japeri, Nova Iguaçu, Queimados e Mesquita não mostram qualquer dado relativo a 2014. O de Caxias não apresenta empenhos deste ano. Belford Roxo e Seropédica sequer têm sites.

De molho

Ameaçada de perder seu mandato, a deputada estadual Janira Rocha (Psol) mudou de ares. Trocou o apartamento alugado na Praia do Flamengo por uma casa em Araruama.

Últimas de Rio De Janeiro