DRCI abrirá inquérito para apurar invasões no Twitter da Secretaria de Segurança

Coletivo escreveu mensagens que relacionaram as UPPs com o DOI-CODI na época da ditadura militar

Por bianca.lobianco

Rio - A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática vai abrir inquérito para investigar as invasões no Twitter da Secretaria de Segurança do Rio e nos perfis da Unidade de Polícia Pacificadora. Nesta quinta-feira, as páginas da Internert foram invadidas por hackers.

O grupo escreveu mensagens que relacionaram as UPPs com o Destacamento de Operações de Informações - Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-CODI) na época da ditadura militar.

Grupo vai promover manifestação no próximo sábadoReprodução Internet

"Moradores queimados, choques elétricos, asfixia, mulheres obrigadas a ficar nuas... UPP ou DOI - CODI? #ForaCabral e cia..", escreveu o grupo.

Os hackers, que seriam do grupo Anonymous, ainda escreveram. "E só pra lembrar... #naovaitercopa! Tchau, até logo", publicou em outra mensagem.

No Twitter da Secretaria de Segurança, os hackers ainda convocaram os internautas para uma manifestação de repúdio à Copa do Mundo, neste sábado, às 17h, em frente ao Copacabana Palace.

A Seseg informou que já está ciente do que ocorreu e está tomando as providências necessárias.

Hackers invadiram perfil da UPP no TwitterReprodução Internet


Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia