Procon multa loja um mês após menina morrer ao cair de escada rolante

Órgão constatou que nenhuma providência foi tomada e interditaram o local

Por bianca.lobianco

Rio - Fiscais do Procon-RJ, órgão vinculado à Secretaria de Estado de Proteção e Defesa do Consumidor (Seprocon), voltaram nesta quinta-feira ao Boulevard Shopping de São Gonçalo, na Região Metropolitana, após um mês da morte da pequena Maria Eduarda, que caiu da escada rolante da loja Riachuelo no dia 17 de dezembro do ano passado.

O órgão verificou que nenhuma providência foi tomada para reparar as irregularidades e interditou o local da loja de departamento. Agentes constataram que o vão é de 22,5 cm e traz risco de quedas. 

Problema semelhante foi encontrado nas escadas comuns do centro comercial. O vão entre parapeitos e as escadas variavam de 13 a 24 cm, todos acima do permitido por lei: 11 cm. O Procon deu um prazo de 72 horas para que o shopping se adeque às normas, caso contrário, essas escadas também serão interditadas.

Uma assinatura que vale muito

Contribua para mantermos um jornalismo profissional, combatendo às fake news e trazendo informações importantes para você formar a sua opinião. Somente com a sua ajuda poderemos continuar produzindo a maior e melhor cobertura sobre tudo o que acontece no nosso Rio de Janeiro.

Assine O Dia