Por helio.almeida

Rio - O cineasta Eduardo Coutinho, de 81 anos, foi morto neste domingo, em sua casa, no bairro da Lagoa, Zona Sul do Rio. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil. O filho, que teria assassinado o pai a facadas, e a mulher de Coutinho estão internados no Hospital Miguel Couto.

Eduardo Coutinho na Flip 2013Divulgação

A mulher do cineasta foi internada em estado gravíssimo no Hospital Municipal Miguel Couto. O filho, que supostamente sofre de esquizofrenia, também foi levado para lá, com ferimentos menos graves. A Divisão de Homicídios assumiu as investigações. Um vizinho foi ouvido e liberado.

Fachada do prédio onde morava o cineasta Eduardo CoutinhoFernando Souza / Agência O Dia

Coutinho era considerado um dos maiores documentaristas do Brasil. Entre seus trabalhos de maior destaque estão "Cabra Marcado para Morrer", "Edifício Master", "Jogo de Cena" e "Babilônia 2000". Em 2007, o cineasta ganhou um Kikito de Cristal, principal premiação do cinema brasileiro, pelo conjunto da obra.

Você pode gostar