Por bianca.lobianco

Rio - Os veículos que realizam o transporte escolar em São Gonçalo não poderão mais utilizar películas, mais conhecidas como Insulfilm, nos vidros. A lei que determina a proibição foi sancionada pelo Prefeito Neilton Mulim e publicada nesta segunda-feira no diário oficial municipal. Os efeitos da lei passam a valer a partir da publicação. A medida tem como objetivo oferecer mais segurança às crianças transportadas.

Para a moradora do bairro Nova Cidade, Thalita Coelho, que é mãe de um menino de oito anos, usuário do transporte escolar, a nova lei é uma iniciativa importante no que diz respeito à segurança.

"Hoje todo mundo coloca insulfim nos carros, mas com a película quem está do lado de fora não sabe o que está acontecendo do lado de dentro do veículo. É perfeito para criminosos, então essa lei traz mais segurança para nossas crianças”, comentou Thalita.

Os veículos de transporte escolar que forem flagrados utilizando películas nos vidros serão multados. O valor da multa é de R$ 263,60 e pode ser dobrada em caso de reincidência, além disso, o infrator pode ter o certificado de registro suspenso e não poderá participar de concorrência pública de transporte.

Você pode gostar