Por thiago.antunes

Rio - Uma caminhada matinal pela Estrada das Furnas, no Alto da Boa Vista, se transformou em pesadelo para uma menina de 15 anos. Atacada por dois homens por volta das 8h de anteontem, a garota teve o celular roubado e foi levada para uma área de mata, onde foi estuprada por um dos bandidos.

Um exame no IML comprovou que a vítima era virgem antes de ser violentada. Horas depois do crime, a polícia prendeu em flagrante o morador de rua Fabio Tavares Carneiro, de 36 anos, acusado de dar cobertura ao estupro, usando uma faca. 

Reconhecido pela vítima e levado à 19ª DP (Tijuca), ele confessou o envolvimento no episódio e identificou Rafael da Costa Nascimento, 29, como o estuprador. Conhecido pelo apelido de ‘Chorão’ por causa das lágrimas tatuadas embaixo dos olhos, o acusado também foi identificado pela vítima, através do álbum de fotografias da Polícia Civil. Ele teve o pedido de prisão temporária expedido pela Justiça e está sendo procurado.

Em depoimento, o morador de rua admitiu ter usado uma faca. Segundo ele, o suposto estuprador conseguiu a arma com traficantes, para roubar. Chorão cumpriu pena por roubo e está em liberdade há quatro meses. “Estamos empenhados em resolver o mais rápido possível esse crime, que não é comum na nossa área”, disse o delegado Roberto Gomes, titular da 19ª DP.

Em depoimento, a vítima disse que foi rendida por ‘Chorão’, que estava armado. O criminoso ordenou que ela entregasse o celular. Em seguida, exigiu que ela andasse de mãos dadas com ele, simulando acompanhá-lo. Fabio dava cobertura. 

Segundo ela, ‘Chorão’ a obrigou a beijá-lo e a tirar a roupa. Depois do estupro, ela disse que Fabio incentivou o comparsa a matá-la. Mas a aproximação de uma mulher evitou um desfecho trágico. A vítima contou que ‘Chorão’ ordenou que ela caminhasse em direção contrária, sem olhar para trás. 

Dedicada aos estudos e ao esporte, a garota faz parte das equipes de vôlei e handebol da escola. Segundo a mãe, uma dona de casa de 38 anos, ela fazia caminhadas pelo Alto da Boa Vista regularmente. “Mas nunca aconteceu nada. Ela era virgem e só teve um namorado. Minha filha está muito abalada. Espero que a polícia prenda o homem que fez isso com ela. Pelo menos, vamos ter uma sensação de justiça”, disse ela, muito abalada com o ocorrido.

Você pode gostar