Por thiago.antunes

Rio - O Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro recebeu, por unanimidade, nesta segunda-feira, denúncia do Ministério Público contra o deputado estadual Marcos Abrahão. Ele é acusado de ser o mandante do homicídio do então deputado e ex-pastor da Igreja Universal Valdeci Paiva de Jesus (PSL), em janeiro de 2003.

A vítima foi morta com 19 tiros em frente à sede do partido, em Benfica, Zona Norte do Rio. De acordo com a denúncia, Marcos Abrahão, que, na época, era suplente do deputado Valdeci, teria ordenado o crime para assumir seu cargo na Assembleia Legislativa do Estado do Rio (Alerj).

Denunciado com outros quatro réus, o deputado Marcos Abrahão chegou a ser pronunciado, em 2005, para ser submetido a julgamento pelo 4º Tribunal do Júri. Ele recorreu e, por decisão do Superior Tribunal de Justiça, o processamento e o julgamento da ação serão no Órgão Especial do TJRJ, pois Abrahão, como deputado, tem foro especial.

Você pode gostar