Por thiago.antunes

Rio - Acusado de favorecimento a prostituição, o coronel do Corpo de Bombeiros Adilson de Oliveira Perinei, de 56 anos, foi transferido para a reserva remunerada, conforme o Boletim 21 de sexta-feira. Ele estava preso no Batalhão Prisional Especial, após ser condenado a 19 anos e quatro meses de prisão, além de três anos de detenção em regime aberto por apropriar-se de bem público.

Perinei foi preso em 2010 em um motel, usando carro do quartel, em companhia de uma adolescente de 13 anos. A aposentadoria, retroativa a 21 de abril de 2012, causou revolta de colegas de farda. Em nota, o CBMERJ alegou que “aguarda ratificação” por parte da Justiça para expulsá-lo. “Caso se confirme a decisão (em fase de recurso), a aposentadoria será cassada.”

Você pode gostar