OSs na Cultura

Depois da Saúde, chegou a vez da cultura ter unidades gerenciadas

Por O Dia

Rio - Depois da Saúde, agora chegou a vez de a Cultura passar a ter unidades gerenciadas por Organizações Sociais (OSs). O Diário Oficial publicou a minuta-padrão, criada pela Procuradoria-geral do Estado, para determinar os critérios dos futuros editais de seleção das instituições que vão gerir os espaços da Secretaria Estadual de Cultura. 

Um dos itens do documento determina que a organização que venha a ser escolhida será responsável por qualquer dano que ocorra em imóveis considerados patrimônios históricos.

Obras eleitorais

A informação vem de uma reunião do comando da campanha do vice-governador Luiz Fernando Pezão: o governo do estado terá R$ 1,4 bilhão para investir em obras até o fim do ano e, com elas, fortalecer a popularidade do candidato do PMDB.

Briga no PSD

Indio da Costa chegou de cacique na Secretaria Estadual do Ambiente. Presidente do PSD no Rio, ele ameaça romper acordo que daria carta branca para o colega de legenda, o deputado André Corrêa, fazer indicação para a presidência do Instituto Estadual do Ambiente, hoje ocupada por Marilene Ramos. Ontem, o presidente nacional do partido, Gilberto Kassab, bem que tentou acalmar os ânimos, mas parece que não deu certo.

Bancada nova

O retorno de Carlos Minc e Zaqueu Teixeira para a Alerj já rende piadas entre gaiatos. Dizem que os dois formarão nova bancada do PT, o PTdoG: do Governo.

Superior sem cargo

O deputado Comte Bittencourt quer aprovar emenda que cria cargo de professor de ensino superior na Faetec. A fundação oferece cursos de nível superior, mas a função não existe.

Últimas de Rio De Janeiro