Vigilância adiada

Programado para ser entregue neste ano, o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) de Niterói deve demorar a sair do papel

Por O Dia

Rio - Programado para ser entregue neste ano, o Centro Integrado de Segurança Pública (CISP) de Niterói deve demorar a sair do papel. Por determinação do Tribunal de Contas do Estado, a Emusa, empresa de obras do município, foi obrigada a adiar, sem data prevista, a concorrência pública que definirá a empreiteira responsável pelas obras.

O Ministério da Justiça liberou, em setembro, R$ 3,5 milhões para a construção do CISP, que terá também investimento de R$ 3 milhões dos cofres municipais.

Ajustes

O CISP é projetado para transmitir imagens de 500 câmeras que serão instaladas em pontos da cidade. O TCE pede “ajustes” no edital.

Indio quer tudo

Novo secretário estadual do Ambiente, Indio da Costa deve colocar um gestor da Fundação Rio-Águas, da prefeitura, na presidência do Instituto Estadual do Ambiente (Inea). Um acordo em seu partido, o PSD, previa que André Corrêa sugerisse um nome para o cargo. Mas, em uma ligação, ouvida por diretores do Inea durante reunião, Indio afirmou não aceitar indicação de “deputadozinho”.

Fora do conselho

A deputada estadual Inês Pandeló (PT) está fora do Conselho de Ética da Alerj. A decisão foi do presidente da casa, Paulo Melo (PMDB). Segundo ação do Ministério Público, ela se apropriava de parte dos subsídios de seus assessores. Iranildo Campos, do PSD, também não fará mais parte do conselho.

Mais esporte

São Gonçalo terá novos centros esportivos, que serão construídos com emenda parlamentar do deputado federal Hugo Leal. Ficarão nos bairros da Covanca, Gradim, Jardim Catarina, Trindade, Alcântara e Brasilândia.

Últimas de Rio De Janeiro