Zona Sul ganha força-tarefa para combater a violência

Efetivo de 250 pessoas tem como objetivo levar mais segurança ao local. Equipes irão se revezar durante 24 horas por dia

Por O Dia

Rio - A Zona Sul da cidade vai receber a partir da manhã desta terça-feira uma força-tarefa com o objetivo de reduzir a violência na região. A força-tarefa será formada por quatro equipes, com 20 profissionais cada, dentre eles cinco guardas municipais, quatro policiais militares, quatro assistentes sociais e um agente da Ordem Pública. O efetivo total contará com 250 pessoas.

"O objetivo é atuar com todos os órgãos para enfrentar os problemas de forma simultânea, numa ação mais coordenada e integrada, com uma equipe multidisciplinar, para inibir pequenos delitos. Acreditamos que ações integradas dão respostas mais rápidas e mais consistentes", explica o O secretário Municipal de Governo e coordenador do projeto, Rodrigo Bethlem.

Força-tarefa atuando no Posto 4%2C em CopacabanaAndré Balocco / Agência O Dia

A região da Zona Sul teve um aumento de roubo de celulares e assaltos as lojas. A força-tarefa contará com equipes das secretarias municipais de Governo, Desenvolvimento Social e Ordem Pública, Comlurb, Guarda Municipal e a Polícia Militar, que vão percorrer as ruas do Centro à Zona Sul, durante todos os dias.

"Muitas vezes há uma linha tênue entre um problema de Assistência Social e de Segurança Pública. Às vezes, a pessoa é viciada em algum tipo de droga e pela falta de cuidado do governo, acaba sendo influenciada a cometer delitos. Isso vira caso de segurança pública", afirmou o coordenador em entrevista à Globo News nesta terça-feira.

Segundo ele, até às 11h10, vários moradores de rua foram recolhidos por agentes da assistência social. Outras pessoas foram levadas para a delegacia porque estava sem documentos.

O balanço total será divulgado às 12h.

Últimas de Rio De Janeiro