Por marcello.victor

Rio - Um dos suspeitos no envolvimento da morte do cinegrafista da TV Bandeirantes, Gelson Domingos, na comunidade de Antares, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio, foi preso por policiais do Serviço Reservado (P-2) do 27º BPM (Santa Cruz), no fim da noite desta terça-feira, em Volta Redonda, no Sul Fluminense.

Xandoca foi preso nesta terça-feira%2C em Volta Redonda%2C no Sul FluminenseDivulgação / Disque Denúncia

O crime aconteceu no dia 6 de dezembro de 2011, enquanto o profissional registrava uma operação do Batalhão de Choque da PM na comunidade. Durante uma intensa troca de tiros, o cinegrafista foi atingido no tórax por um tiro de fuzil. Ele foi socorrido, mas já chegou morto a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Santa Cruz.

Segundo a polícia, Alexandre da Silva, o Xandoca, de 32 anos, foi preso no bairro Retiro. Contra ele há quatro mandados de prisão, sendo dois por homicídio. Ele foi levado para a 93ª DP (Volta Redonda), onde está preso. O acusado deve ser apresentado na tarde desta quarta-feira.

O Disque-Denúncia oferecia uma recompensa de R$ 1 mil por informações que levassem a prisão de Xandoca. Ele é apontado em investigações da Polícia Civil como o gerente-geral dos pontos de vendas de drogas na Favela de Antares. A quadrilha é comandada pelo traficante o Jaime de Souza Pires, o Tyrson, também procurado pela polícia.

Em 2011, o Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro denunciou à Justiça 17 traficantes de drogas que atuavam nas favelas de Antares e do Rola, entre eles Xandoca e Tyrson. A denúncia foi oferecida à 2ª Vara Criminal Regional de Santa Cruz, e os réus responderão pelos crimes de tráfico de drogas e associação para o tráfico, com o agravante de terem sido cometidos com o uso de armas de fogo.

Você pode gostar