Por thiago.antunes

Rio - Um roteiro digno de filmes policiais. Assim foi a ação protagonizada por agentes da Coordenadoria de Operações e Recursos Especiais (Core) da Polícia Civil, que impediu o roubo a um carro forte, na Região de Pendotiba, em Niterói, na tarde desta quarta-feira. Seis dos assaltantes morreram no confronto. O outro, que alega ser menor, foi apreendido. Os agentes apreenderam granadas, pistolas e fuzis 762.

Após descobrirem o plano montado por criminosos da facção Comando Vermelho (CV) para interceptar o veículo e levar o dinheiro, policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) solicitaram o apoio da especializada. Os agentes substituíram os vigilantes e surpreenderam os bandidos, que aguardavam o carro forte na Rua Washington Luís, no bairro Sapê, por volta das 14h. Ao abordarem o veículo, de armas em punho, os criminosos foram surpreendidos pelos policiais. Houve intensa troca de tiros, que deixou marcas em muros de residências.

Bandidos tentaram assaltar um carro forte e foram surpreendidos pela políciaAndré Luiz Mello / Agência O Dia

Bandido teria matado PM

Entre os mortos, estariam os traficantes conhecidos como Gê Gatinho e Tinenem, apontados como chefes do tráfico no Morro do Viradouro, em Santa Rosa, na Zona Sul, e no Complexo da Lagoinha, no bairro Caramujo, na Zona Norte de Niterói, respectivamente. De acordo com investigações da Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo, este último seria um dos envolvidos na execução do sargento da PM, Joilson da Silva Gomes, de 40 anos, ocorrido na manhã do último domingo.

Na tentativa de desviar a atenção do policiamento para outra região, dois bandidos em uma moto passaram em frente à 77ª DP (Icaraí) e efetuaram disparos de fuzil, além de lançarem uma granada contra a unidade. O artefato não explodiu, mas um trecho da Rua Lemos Cunha, em Icaraí, na Zona Sul, permaneceu interditado enquanto a polícia aguardava a chegada de equipes do Esquadrão Anti-Bombas.

Reportagem de Roberta Trindade

Você pode gostar