Por marcello.victor

Rio - Dois policiais do 5º BPM (Praça da Harmonia) foram baleados após serem atacados por bandidos em um carro, na Rodovia Washington Luís, na altura da comunidade Parque das Missões, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, no entroncamento com a Linha Vermelha, na noite desta quarta-feira. Um cobrador e dois motoristas de ônibus, além de um passageiro, ficaram feridos de raspão e por estilhaços de balas perdidas.

Carro da PM levou diversos tiros de fuzil disparados por bandidos na Rodovia Washington LuísOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Segundo policiais do 15º BPM (Duque de Caxias), o veículo dos criminosos está registrado em nome de um homem apontado como gerente-geral do tráfico de drogas na Favela Dois Irmãos, também em Duque de Caxias, próximo a Favela Beira-Mar. A comunidade é vizinha e da mesma facção criminosa da Favela Beira-Mar, um dos redutos do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, que cumpre pena no Presídio Federal de Porto Velho, em Rondônia.

De acordo com o capitão Fernando Barbosa, do 15º BPM, o subtenente e o cabo do 5º BPM, no Centro do Rio, tinham ido à Baixada Fluminense para cumprir uma Ordem de Serviço no batalhão. Na volta para o Rio, por volta das 22h, eles se depararam com um congestionamento no entroncamento de Linha Vermelha, Rodovia Washington Luis e Avenida Brasil, via que pretendiam acessar.

Bandidos abandonaram o carro e fugiram a péOsvaldo Praddo / Agência O Dia

Ao ligar o giroscópio e a sirene da viatura para abrir caminho, três bandidos que estavam à frente deles, no Jetta branco, placa LQJ-5462, de Teresópolis, na Região Serrana, imaginaram que seriam abordados e dispararam tiros de fuzil pelo vidro traseiro. Surpreendido, o subtenente que dirigia a viatura conseguiu dar ré e fugir da via, apesar do fogo intenso dos marginais. Mesmo baleado e com o cabo desacordado e ferido na cabeça, o PM conseguiu conduzir a viatura até o Hospital Moacyr do Carmo, Saracura, Duque de Caxias, onde os dois foram socorridos.

"Os marginais do veículo da frente atiraram covardemente contra os policiais. Eles nem tiveram tempo de reagir", disse o oficial do batalhão de Duque de Caxias.

Segundo um sargento do 15º BPM, para fugir os bandidos alvejaram dois ônibus para fechar a pista da Washington Luis e impedir a chegada da PM. Um passageiro foi ferido de raspão no peito e o motorista e o cobrador do ônibus da linha 453C (Piabetá-Central), da Viação União, foram atingidos por estilhaços. O motorista da linha Caxias-Central, da Viação Jurema, também sofreu escoriações por estilhaços. Os dois coletivos seguiam no sentido Duque de Caxias. O primeiro foi atingido por pelo menos seis disparos e o segundo por um tiro. A viatura da PM foi alvejada pelo menos 11 vezes.

Feridos com gravidade

De acordo com o ortopedista Carlos Eduardo Pacheco, a bala que feriu o subtenente no ombro está alojada na coluna cervical do PM. Já o cabo foi atingido por três tiros na cabeça, um deles de raspão. Seu estado de saúde é considerado gravíssimo. Os dois foram transferidos para o Hospital Estadual Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, onde o cabo permanece internado. O subtenente foi transferido para o Hospital Central da PM, no Estácio, Zona Norte do Rio.

"O subtenente chegou dirigindo e sangrando muito. Quase entrou com a viatura na emergência. A equipe rapidamente prestou os primeiros socorros e depois os transferimos para Saracuruna", disse o ortopedista. Ainda segundo ele, os outros quatro feridos foram medicados e liberados. Nenhuma das vítimas teve o nome divulgado.

Na fuga, os bandidos abandonaram o Jetta e fugiram a pé. A suspeita da polícia é que eles tenham se escondido na Favela Dois Irmãos, na região da Favela Beira-Mar. Os bandidos também podem ter se refugiado no Parque das Missões.

Você pode gostar