Por paulo.gomes

Rio - Marina Pinto Borges, a jovem que voou da Ponte Rio-Niterói na última segunda-feira, após seu carro capotar sete vezes e cair na Baía de Guanabara, deixou nesta quinta-feira o Centro de Tratamento Intensivo (CTI) do Hospital Pasteur, no Méier, Zona Norte do Rio. Segundo o doutor Pablo Quesado, coordenador da clinica médica do hospital, a paciente está respondendo favoravelmente ao tratamento.

Marina sobreviveu após capotar sete vezes e voar da Ponte Rio-NiteróiReprodução Facebook

“Apesar da gravidade do acidente ela não sofreu vários traumas possíveis nesses casos e o primeiro atendimento dela foi muito bom. Aqui demos continuidade ao tratamento, com novas reavaliações e a realização de diversos exames laboratoriais e de imagem”, esclareceu.

Segundo o boletim médico, Marina está lúcida e respirando sem aparelhos. Ela está sendo acompanhada por uma equipe multidisciplinar, com fisioterapeutas, nutrição e psicologia. No entanto, a jovem não tem previsão de alta.

Você pode gostar